Brasileiras da ginástica rítmica estão na Bulgária para Copa do Mundo

Etapa de uma das principais competições do calendário da Federação Internacional faz parte do planejamento das Seleções Individual e de Conjunto para os Jogos Olímpicos / Foto: DivulgaçãoEtapa de uma das principais competições do calendário da Federação Internacional faz parte do planejamento das Seleções Individual e de Conjunto para os Jogos Olímpicos / Foto: Divulgação

Bulgária - Com foco total nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto, as Seleções Brasileiras de Ginástica Rítmica seguem fortes na preparação. No último fim de semana, Natália Gaudio, do individual, e o conjunto participaram da Copa do Mundo de Minsk, na Bielorrússia, e garantiram bons resultados. Agora, o desafio será na Arena Armeets, em Sófia, na Bulgária, para mais uma etapa da competição. 
 
As classificatórias tiveram início nesta sexta-feira (27) às 9h15 (horário de Brasília) com o individual, e às 12h com as provas do conjunto cinco fitas. No sábado (28), seguem as apresentações qualificatórias. As decisões de medalhas, com as oito melhores por aparelhos, serão no domingo (29).
 
Para o conjunto brasileiro, que está na Europa com as ginastas Beatriz Pomini, Emanuelle Lima, Francielly Pereira, Gabrielle Silva, Jéssica Maier e Morgana Gmach, é fundamental manter o crescimento nas notas. A etapa da Bielorrússia, no último fim de semana, foi uma das melhores competições das atletas em 2016. Classificada para as duas finais, as brasileiras somaram 16,700 nas cinco fitas e 16,850 no arco e maças. No último Mundial, na Alemanha, em 2015, as notas foram 16,041 nas cinco fitas e 15,900 no arco e maças.
 
"Para as meninas manterem essa regularidade, estamos focando os treinamentos na execução. O aparelho não pode cair na competição e, por isso, temos que executar muitas vezes sem falhas no treinamento", explicou a técnica Camila Ferezin.
 
Pelo individual, o Brasil contará com Natália Gaudio, também classificada para os Jogos Olímpicos. Assim como o conjunto, o objetivo da capixaba e da treinadora Monika Queiroz é continuar subindo as notas. "Nós estamos buscando a perfeição ao máximo nas coreografias, em cada detalhe. Repetimos muitas vezes para ficarmos com menos falhas de execução, com séries cada vez mais limpas. Esse é o caminho. Vamos continuar trabalhando intensamente para nos Jogos Olímpicos conseguirmos chegar em notas mais altas. Nas Copas do Mundo, já estamos vendo que o nível da nossa pontuação está maior e que é possível subir ainda mais", encerrou Natália.
 
Programação (Horário de Brasília):
 
Sexta-feira (27)
9h15 às 11h15: classificatórias arco e bola individual
12h às 13h10: classificatória cinco fitas conjunto
13h15 às 14h55: classificatórias arco e bola individual
 
Sábado (28)
8h às 11h40: classificatórias maças e fita individual
11h45 às 12h: premiação individual geral 
12h15 às 14h25: classificatórias arco e maças conjunto
14h30 às 14h45: premiação conjunto geral
 
Domingo (29)
9h às 9h30: final arco individual
9h30 às 10h: final bola individual
10h às 10h40: final cinco fitas conjunto
10h45 às 11h15: final maças individual
11h15 às 11h45: final fita individual
11h45 às 12h25: final arco e maças conjunto
12h30 às 13h: premiações por aparelhos individual e conjunto
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook