Pinheiros na semifinal do Paulista de Vôlei

Ataque de Mari / Foto: Ricardo Bufolin / ECP Ataque de Mari / Foto: Ricardo Bufolin / ECP

São Paulo - O Pinheiros obteve a vitória que necessitava para passar à semifinal do Campeonato Paulista Feminino de Vôlei. Bateu o Osasco Audax, um dos favoritos ao título, por 3 sets a 1 na noite desta sexta-feira no Ginásio Henrique Villaboim com 29 pontos de Herrera. O público lotou o Poliesportivo para acompanhar a primeira vitória pinheirense em casa. 
 
Além da vaga na semifinal, vencer o adversário que já foi base da seleção brasileira com Paula Pequeno, Walewska e Camila Brait, significa para o Pinheiros a conquista da confiança para a temporada 2018/2019. A derrota eliminaria o time do Paulista, apesar do trabalho intenso do técnico Sérgio Negrão na busca do equilíbrio para um grupo mesclado por jogadoras experientes com outras recém-saídas da base.
 
O Pinheiros entrou em quadra com Juliana, Lyara, Mari, Clarisse, Herrera e Camila e fechou o primeiro set por 25 a 14. A capitã Roberta e Pietra também entraram. Retornando para o segundo set com mais eficiência ofensiva, Osasco empatou a partida com 25 a 18. No terceiro set, o Pinheiros só passou à frente no placar no 13 a 12 com um bloqueio duplo de Roberta e Clarisse. Herrera começou a soltar o braço e o time da casa fechou por 25 a 16. 
 
No quarto e decisivo set, as duas equipes seguiram parelhas, ponto a ponto até 15 a 15. Na reta final, a sequência de acertos entre ataques e bloqueios deu confiança ao Pinheiros que liquidou o jogo com 25 a 18. A participação na primeira fase está encerrada com a garantia, no mínimo, do quarto lugar.  Bauru, o único invicto, Barueri e Osasco, por enquanto estão à frente do Pinheiros, que só volta a jogar em 25 de outubro pela semifinal.  
 
“O mais importante é que fomos superiores em todos os fundamentos: saque, bloqueio e ataque. Agora vamos seguir treinando e aprimorando para os playoffs. Acredito que nos jogos mata-mata, vencerá quem tiver mais equilíbrio emocional”, declarou Negrão. O Pinheiros foi melhor do que o Osasco nos pontos de saque (7 a 3), bloqueio (10 a 7) e ataque (29 a 18), conforme constatou o treinador pinheirense. 
 
Aliviada pela expressiva vitória diante de um dos times mais fortes do País, Roberta comemorou a classificação à semifinal. “Ainda estamos construindo. Precisamos ajustar muitas coisas, mas foi um jogão. Quando sofremos três derrotas seguidas nos unimos e demos as mãos. O Sérgio (Negrão) teve o mérito de tirar a pressão das nossas costas. Contra Barueri o time começou a melhorar. É consequência de treino”, afirmou a capitã pinheirense. 
 
Veja Também: 

 

 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook