Vôlei Nestlé perde terceiro confronto contra Dentil/Praia Clube pela Superliga

Tandara no ataque / Foto: Rafinha Oliveira / EMS Taubaté FunvicTandara no ataque / Foto: Rafinha Oliveira / EMS Taubaté Funvic

Minas Gerais – Vôlei Nestlé e Dentil/Praia Clube travaram mais uma batalha na semifinal da Superliga 2017/18 na noite desta sexta-feira, dia 30. Como tem sido a tônica na série, o fator casa prevaleceu. Jogando em Uberlândia, as mineiras venceram por 3 sets a 1, parciais de 25/23, 22/25, 25/23 e 25/20.
 
Agora, a equipe de Osasco vai em busca de mais um empate na série melhor de cinco jogos na próxima segunda-feira, dia 2 de fevereiro, quando o José Liberatti deve estar, uma vez mais, lotado pela torcida, disposta a incentivar Tandara, Leyva, Bia e cia. para fazer 2 a 2 no confronto.
 
Bia analisou a partida. “Não sacamos tão bem e não soubemos aproveitar os contra-ataques, que foi o que aconteceu na nossa vitória em Osasco. Hoje fomos bem abaixo, erramos bastante. Mérito também do Praia, pois eles jogaram bem taticamente. Mas ainda tem o jogo na nossa casa nessa segunda-feira e vamos com tudo. Pretendemos voltar aqui para Uberlândia, na próxima sexta-feira, para o quinto jogo dessa série”, afirmou a central.
 
Maior pontuadora da partida, com 26 acertos, Tandara seguiu na mesma linha ao falar do jogo. ”Foi no detalhe, nos nossos erros. Nos sets que conseguíamos abrir, cometíamos falhas e elas encostavam. Quando estávamos atrás, chegávamos, mas sofríamos dois ou três pontos na sequência, infelizmente. Mas paciência, foi o terceiro jogo, agora tem o quarto. Não acabou e vamos usar nossa casa como fator decisivo para empatar o playoff”, afirmou que oposta.
 
O jogo – O Vôlei Nestlé começou o jogo ditando o ritmo. Com uma sequência de saques de Ninkovic, abriu 6/2. O Dentil/Praia Clube encostou e Luizomar pediu tempo quando o placar estava em 7/6. Porém, as donas da casa empataram e viraram. Comandaram o marcador até Angela Leyva iniciar a reação com um ace, quando seu time perdia por 19/17. Na sequência, Bia marcou mais um ponto e Mari empatou no 20/20 em uma bola de xeque, após bom saque de Bia. A mesma Mari colocou o Vôlei Nestlé à frente no 22/21, mas o time de Uberlândia reagiu e conseguiu fechar a parcial em 25/23.
 
O Vôlei Nestlé voltou para o segundo set com Carol Albuquerque e Nati Martins no lugar de Fabíola e Ninkovic, respectivamente. Com o bloqueio marcando bem as jogadas do Praia, especialmente com Bia, as visitantes aproveitaram os contra-ataque e foram abrindo vantagem. Tandara fez 15/10 e Mari, com dois pontos seguidos, cravou 20/15. A equipe de Osasco chegou ao set point em mais um ataque da oposta (24/19), maior pontuadora do set, com 8 acertos. E apesar da ansiedade para fechar ter provocado alguns erros, as comandadas de Luizomar empataram a partida em 1 a 1 ao ganhar a parcial por 25/22.
 
O terceiro set começou equilibrado, mas com as donas da casa comandando o placar. Foi quando Carol Albuquerque seguiu para o saque. Ele começou a servir no 11/8 a favor das donas da casa e terminou com uma virada de 13/11. Mas a parcial seguiu muito disputada. Luizomar pediu tempo quando as adversárias voltaram à frente e abriram três pontos no 18/15. Na base da garra, as atletas de Osasco chegaram ao empate no 23/23, após polêmica em um erro grosseiro do juiz, que deu quarto toque de Leyva, quando a bola tocou no bloqueio na frente dele. Porém, o Praia conseguiu mais dois pontos em contra-ataques e venceu o set por 25/23.
 
Mari Paraíba conseguiu um ace para fazer 8/8 no início do quarto set. Como na parcial anterior, o jogo seguiu equilibrado. O Praia conseguiu abrir 15/11, mas Luizomar pediu tempo para não deixar o adversário deslanchar. Porém, o passe seguiu apresentando problemas e o treinador foi obrigar a parar o jogo para passar orientações novamente quanto o Dentil chegou ao 18/13. Suas atletas seguiram lutando e reagiram. Com um ace de Mari, derrubaram a vantagem das donas da casa para dois pontos (20/18). Mas, apesar da luta, o Dentil ganhou por 25/20.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook