Líbero Alan completa 38 anos e sonha em retornar à seleção brasileira

Geisa Arcanjo / Foto: Divulgação/Montes ClarosGeisa Arcanjo / Foto: Divulgação/Montes Claros

Rio de Janeiro – O líbero Alan, do Montes Claros Vôlei, completa 38 anos nesta quinta-feira, dia 15, e 21 deles foram dedicados à modalidade. Campeão mundial em 2010, na Itália, sob o comando de Bernardinho, o jogador admite que seu maior sonho profissional é retornar à seleção brasileira.
 
"Depois de 21 anos ainda tenho saúde para poder estender a minha carreira por mais tempo ainda.  Me sinto realizado por poder amar o que eu faço e acho que tenho muito para conquistar. Todo atleta sonha com a seleção e no meu caso não seria diferente. O importante é manter o trabalho feito no clube que a convocação é consequência", afirmou Alan, que relembrou a experiência na seleção.
 
"Participei do Mundial de 2010 e mesmo estando na reserva ajudei de alguma forma. Foi uma experiência incrível porque estava do lado dos melhores jogadores", disse Alan, que foi convocado pela primeira vez em 2007, para a Liga Mundial, após a conquista do campeonato russo. Na Rússia, Alan também foi campeão da Copa da Rússia, da Supercopa e da Superliga. Sua última convocação foi em 2013, quando conquistou a medalha de ouro no Sul-Americano, na Copa Pan-Americana e a prata na Liga Mundial.
 
Alan ressalta que a idade para um líbero não importa, mas a experiência conta muito. O jogador foi o primeiro da posição a chegar na seleção brasileira depois do bicampeão olímpico Serginho. "Aprendi muito com a presença dele na seleção. É um jogador que tenho todo respeito e admiração. É um ídolo para todos, não só para mim."
 
Fora das quadras, Alan confessa a ansiedade que vive com a experiência de ser pai pela primeira vez. "Ser pai é um sonho que estarei realizando no mês que vem com a chegada do Nicolas", ressaltou o jogador.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook