Tandara trocaria liderança na pontuação por título da Superliga

Jogos dos torneios da WTA ao redor do mundo serão exibidos de janeiro a outubro / Foto: Getty ImagesJogos dos torneios da WTA ao redor do mundo serão exibidos de janeiro a outubro / Foto: Getty Images

São Paulo – Guerreira. Rainha. Maravilhosa. Gigante. Poderosa. Espetacular. Deusa. Demolidora. Matadora. Pitbull. Esses são algumas das milhares de denominações para Tandara, segundo fãs nas redes sociais pelo Brasil. Em suas páginas oficiais na Internet, a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) pediu a seus seguidores que definissem a atacante do Vôlei Nestlé em uma palavra. A postagem foi ao ar dia 26 de dezembro de 2017, recebendo 6.920 curtidas e 1.036 comentários no Instagram. No Facebook foram 1.800 curtidas e 683 comentários. “Sempre fico feliz com o carinho e reconhecimento do público. É um incentivo a mais para seguir em frente”, afirma a maior pontuadora da Superliga 2017/18, com 239 acertos.
 
Para Tandara, o reconhecimento dos fãs e os números favoráveis nas estatísticas individuais são fruto de muito trabalho. Mas a atacante quer mais, especialmente quando se trata de desempenho. “Sempre dou o máximo em prol da equipe. Sou a maior pontuadora da competição, mas não me ligo muito para isso. Trocaria, sem pensar, pela liderança da equipe na Superliga e, claro, o título de campeã desta temporada”, avisa a oposta, que completa. “Não estou satisfeita com meu desempenho individual. Trabalho em cima de porcentagem e sempre busco atingir marcas acima de 50% de aproveitamento, o que nem sempre consigo. Meu foco é em evolução. Quero crescer mais, ciente da minha responsabilidade dentro do time”.
 
Segundo a estatística da CBV, Tandara é uma das atletas com melhor desempenho individual da Superliga. Segue como a maior pontuadora no geral desde a primeira rodada e também ostenta o melhor aproveitamento na porcentagem das parciais (239 pontos no total e 4,88 por set). Também está na ponta como a sacadora mais ‘mortal’, com 17 aces (empatada com Thais Souza, do Fluminense, que leva vantagem no critério de desempate). “Como tenho afirmado, o mais importante é o desempenho do time, que vem em uma crescente. Vencemos os dois jogos no returno e também nos classificamos para a semifinal da Copa do Brasil antes da parada do final do ano. Temos muita margem para crescer e tenho certeza que 2018 será um ano de crescimento e mais vitórias.”
 
Na temporada passada, foi a atleta mais premiada da Superliga - maior pontuadora, melhor saque e craque da galera. Versátil, a atacante do Vôlei Nestlé é um dos principais nomes do novo ciclo olímpico. Além de ajudar a seleção brasileira a conquistar os títulos do Grand Prix, sul-americano e a medalha de prata na Copa dos Campeões, também faturou prêmios individuais, sendo eleita a jogadora mais valiosa (MVP) do sul-americano e a melhor oposta da Copa dos Campeões. De volta ao Vôlei Nestlé, a campeã olímpica foi decisiva na conquista do hexacampeonato paulista.
 
No início da Superliga 2017/18, pesquisa divulgada pelo blog especializado em vôlei, Saída de Rede, apontou Tandara como a jogadora mais ‘desejada’ do Brasil. Segundo os dados, 28,6% dos rivais da equipe de Osasco contratariam a camisa 16, o maior índice entre todas as atletas citadas.
 
Retomada da Superliga – Após duas vitórias consecutivas e 100% de aproveitamento no returno da Superliga, o Vôlei Nestlé retorna às quadras em 2018 para se apresentar diante de sua torcida na próxima terça-feira (9), quando recebe o São Cristóvão Saúde/São Caetano. O time de Osasco ocupa a terceira colocação da competição e em janeiro ainda disputará as finais da Copa do Brasil, a partir do dia 17, em Lages, Santa Catarina.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook