Corinthians-Guarulhos comemora primeiros meses e prevê 2º turno “perigoso”

Serão seis jogos fora de casa contra SESI-SP, Taubaté, Minas, Sada e Vôlei Renata. Time encara próximo turno como mata-mata na competição / Foto: Divulgação/Corinthians-GuarulhosSerão seis jogos fora de casa contra SESI-SP, Taubaté, Minas, Sada e Vôlei Renata. Time encara próximo turno como mata-mata na competição / Foto: Divulgação/Corinthians-Guarulhos

São Paulo – Sete meses de existência. Três finais. Um título (Taça Ouro), dois vice-campeonatos (Copa SP e Campeonato Paulista). Esse é o saldo dos primeiros 215 dias do Corinthians-Guarulhos em quadra.
 
Com lugar garantido na Superliga 2017/2018 o time alvinegro comandado pelo técnico Alexandre Stanzioni foi para o nacional cercado de grande expectativa, de como se comportaria diante dos grandes e já históricos times. A torcida guarulhense abraçou o time. Com o Ginásio da Ponte Grande sempre lotado, o local virou um caldeirão para os adversários que precisaram jogar duro em busca de pontos.
 
“O balanço desses primeiros meses é bastante positivo. Montamos uma equipe com o mercado já andando, com uma certa limitação de recursos financeiros e por isso buscamos uma equipe com a mescla de jogadores mais velhos e experientes com jogadores mais jovens que pudessem ter uma força de trabalho maior e o resultado está sendo bem positivo. Surpreendemos ao chegar na final do Paulista com pouco tempo de trabalho e, sobre a classificação da Superliga sabíamos que seria bastante dura e conseguimos chegar lá”, avaliou o treinador, mentor do projeto Corinthians-Guarulhos.
 
Na atual competição, a Superliga, a equipe guarulhense é a atual sexta colocada com 19 pontos somados. Para o líbero Serginho, embaixador do projeto, uma boa colocação, que poderia ter sido um pouco melhor ao longo do início do torneio. “Acredito que poderíamos estar em uma melhor classificação, pecamos em alguns momentos, acabamos levando muitos jogos para o tie-break (o time paulista é, ao lado do Taubaté, o que mais fez cinco sets no primeiro turno da Superliga) e perdendo oportunidades de conquistar pontos. Mas, para uma equipe formada nesta temporada, estamos conseguindo nos manter entre os primeiros colocados e isto é muito importante”, argumentou o camisa 10.
 
Assim, o técnico do alvinegro sabe que é preciso ampliar a diferença para os demais colocados e superar adversários diretos na casa do adversário. “Para o segundo turno a ideia é manter as vitórias em cima das equipes que já vencemos e, jogando fora de casa, incomodar os donos da casa, jogando com um pouco mais com tranquilidade, criando um ritmo forte de jogo diante deles que tem a obrigação também de nos vencer dentro da casa deles”, acrescentou Alexandre Stanzioni.
 
“O importante do segundo turno é já começar jogando diante de um adversário direto, o Minas, que vencemos em casa no primeiro turno, um adversário direto na classificação. Será um jogo duro, na casa deles, mas que possamos ter a possibilidade de alavancar na classificação. Já encaro esse jogo como uma final de campeonato para que possamos pular à frente na tabela”, analisou o técnico.
 
Se este primeiro jogo de 2018 será uma final, para Serginho, cada jogo do segundo turno será um ‘playoff’, um ‘mata-mata’ para a sua equipe. “Considero o segundo turno ainda mais perigoso para a nossa equipe, pois iremos jogar todas as partidas diante das grandes equipes fora de casa. Esse será o nosso playoff antecipado, em que cada jogo será uma final, que irá decidir nosso caminho na competição. Ao mesmo tempo, será importante para ver como nossa equipe se comportará fora de casa, pois dentro de casa fizemos nossa parte, jogamos com a torcida junto, dificultamos a vida dos adversários com o clima que criamos na Ponte Grande. Fora, mesmo com a torcida que sempre nos acompanha, será hora de entender em que ponto estamos”, finalizou.
 
JOGOS FORA DE CASA NO 2º TURNO: Minas Tênis Clube (13.01); Sada/Cruzeiro (16.01); Montes Claros (03.02); Vôlei Renata (17.02); SESI-SP (24.02); Funvic/Taubaté (10.03)
 
JOGOS EM CASA NO 2º TURNO: SESC-RJ (20.01); Copel Telecom Maringá (08.02); Ponta Grossa/Caramuru (21.02); Vôlei Canoas (03.03); JF Vôlei (17.03)
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook