Sesc RJ vence Hinode Barueri por 3 sets a 0 na despedida de 2017

A partida desta sexta, 22, em Barueri (SP) foi a última do ano para o Sesc RJ / Foto: Gaspar Nóbrega/Hinode BarueriA partida desta sexta, 22, em Barueri (SP) foi a última do ano para o Sesc RJ / Foto: Gaspar Nóbrega/Hinode Barueri

São Paulo - Mesmo fora de casa, o Sesc RJ não teve dificuldade para vencer o Hinode Barueri por 3 sets a 0 nesta sexta-feira, 22, em Barueri. A partida, pelo returno da Superliga feminina 2017-18, teve parciais de 25x13, 25x19 e 25x18. No primeiro turno da competição, o time comandado pelo técnico Bernardinho já havia vencido o adversário paulista, de virada, por 3 sets a 2.
 
Maior pontuadora da partida, a ponteira Yonkaira Peña conquistou o troféu VivaVôlei da noite. “Estou muito feliz com o prêmio e com essa vitória. Agora vamos descansar para voltar com tudo após as festas de final de ano. Hoje, o time jogou muito bem, muito concentrado desde o início, sacando bem e aproveitando as oportunidades no contra-ataque, sem deixar o outro time crescer no jogo. No terceiro set, tivemos um pouco de desconcentração, mas conseguimos retomar mesmo contra um adversário duro e na casa deles”, afirma. A jogadora dominicana foi a última contratada do Sesc RJ e chegou ao time para suprir o desfalque na ponta, já que Gabi e Gabriella Guimarães atualmente se recuperam de cirurgias.
 
A partida desta noite foi a última do ano para as duas equipes. Em 2018, o primeiro compromisso do SESC - RJ é contra o Renata Valinhos/Country, no Tijuca Tênis Clube (RJ), às 20h, pela terceira rodada do returno. No dia 18 de janeiro, a equipe carioca disputa a semifinal da Copa Brasil contra o Vôlei Nestlé (SP) no ginásio Jones Mimoso, em Lages (SC). Se vencer, encara no dia seguinte, no mesmo local, o vencedor de Dentil/Praia Clube (MG) x Camponesa/Minas.
 
Já o Hinode Barueri é a sexta colocada da superliga e recebe o SESI -SP no dia 9 de janeiro.
 
O jogo - A equipe carioca entrou em quadra com Mayhara (central), Roberta (levantadora), Monique (oposta), Peña (ponteira), Drussyla (ponteira), Juciely (central) e Fabi (líbero). O Sesc RJ começou muito bem e, no início da parcial, com uma boa sequência de saques de Monique e de ataques de Peña e Drussyla, chegou a abrir 13x5 nas adversárias. Durante todo o set, a equipe carioca conseguiu sacar firme e aproveitou bem os contra-ataques. No final da parcial, com destaque para a atuação de Juciely, o time fechou o primeiro set com tranquilidade, por 25x13.
 
No segundo set, novamente o Sesc RJ entrou bem, com boa atuação de Drussyla no saque, abrindo em 4x1. Peña também trabalhou bem no ataque. Na metade da parcial, o Hinode conseguiu pressionar um pouco mais, mas o time carioca manteve a superioridade e fechou com um ponto de bloqueio de Monique, em 25x19.
 
Na terceira parcial, a equipe do técnico Bernardinho começou novamente à frente no placar, abrindo 12x7. O adversário chegou a empatar em 17x17, mas em uma sequência de saques de Juciely e bons ataques de Drussyla, o Sesc RJ fechou em 25x18, definindo a partida.
 
Atual campeã da Superliga, a equipe do Sesc RJ conquistou o título por 12 vezes, vencendo as últimas cinco temporadas de forma consecutiva. Este ano a equipe do técnico Bernardinho já conquistou o Campeonato Carioca vencendo o Fluminense e a Supercopa, torneio que abriu a temporada nacional, com a vitória sobre o Camponesa/Minas. 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook