Osasco vence Hinode Barueri na primeira rodada do returno da Superliga

Fabíola levanta para Ninkovic / Foto: João Pires / FotojumpFabíola levanta para Ninkovic / Foto: João Pires / Fotojump

São Paulo – O Vôlei Nestlé abriu o segundo turno da Superliga 2017/18 com vitória. Derrotou o Hinode Barueri por 3 sets a 1, parciais de 19/25, 25/13 e 26/24 e 25/10, em 1h39min, na noite desta terça-feira (19), no ginásio José Liberatti. Foi o segundo triunfo da equipe de Osasco sobre o adversário em quatro dias. Na sexta-feira (15), havia batido o time de Barueri por 3 sets a 0, para garantir vaga na semifinal da Copa do Brasil. A central Ninkovic recebeu o VivaVôlei como a melhor da partida e as maiores pontuadoras foram Tandara e Edinara, ambas com 16 acertos.
 
A central sérvia estava feliz com a premiação nas mãos. “É meu primeiro troféu individual com o Vôlei Nestlé e estou muito feliz, especialmente porque é o último jogo em nosso ginásio neste ano. Não fomos tão bem bem no primeiro set, mas a terceira parcial decidiu o jogo, quando ganhamos por 26/24. Acredito que estamos evoluindo, mostramos isso nos últimos jogos e, mais importante, percebemos que se acreditarmos em nós mesmas, temos tudo para lutar pelo titulo da Superliga”, atestou a central sérvia.
 
Luizomor avaliou o desempenho de seu time. “Abrir o segundo turno com vitória é importante. No primeiro set, quando estávamos próximos no placar, acabamos perdendo após uma passagem de rede ruim. Mas o poder de reação do time é um fator a ser enaltecido. Um dos nossos objetivos nesse returno é sair de quadra com sentimento de que fizemos o melhor, que não deixamos escapar, que fomos merecedores do resultado. O primeiro turno foi uma grande escola e não podemos cometer os mesmos erros. A cada jogo, vamos aplicar tudo o que aprendemos para não deixar pontos importantes escapar”, avaliou o treinador.
 
Agora, o Vôlei Nestlé prepara-se para o último compromisso de 2017. Na sexta-feira (22), a partir das 20h, enfrenta o Renata Valinhos Country, na casa do adversário. Depois, só retorna às quadras em 2018 para se apresentar diante de sua torcida no dia 9 de janeiro, quando recebe o São Cristóvão Saúde/São Caetano.
 
Visual - Casa do Vôlei Nestlé, o José Liberatti ganhou cara nova para o segundo turno da Superliga 2017/18. Os torcedores conheceram a comunicação visual do ginásio na partida desta terça-feira. Como não poderia deixar de ser, as estrelas da campanha são as atletas do time e estampam painéis estrategicamente espalhados ao redor da quadra e no alto das arquibancadas.
 
O jogo – Vôlei Nestlé e Hinode Barueri fizeram um início de jogo equilibrado, com ligeira vantagem para as donas da casa. Quando o adversário fez 13/11, o técnico Luizomar pediu tempo para corrigir os erros de seu time. Porém, as atletas de Osasco seguiram com problemas para vencer a defesa do rival, que abriu 17/13 e obrigou o treinador a parar o jogo novamente. Na inversão, com Carol Albuquerque e Lorenne em quadra, as jogadas de meio foram mais efetivas, mas não o suficiente para evitar a vitória do Hinode por 25/19.
 
Com uma série de cinco saques de Ninkovic, o Vôlei Nestlé começou com tudo o segundo set. Abriu 5/0 e obrigou Barueri a pedir tempo. Com a defesa eficiente e muita garra, as jogadoras de Osasco mandaram na segunda parcial. Mari Paraíba segurou tudo no fundo de quadra e resolveu no ataque. Tandara desceu o braço, enquanto Bia e Ninkovic encontraram espaço para virar bolas pelo meio. Com a variação ofensiva orquestrada por Fabíola, o Vôlei Nestlé fechou em 25/13 com tranquilidade e empatou o jogo.
 
Sem Tássia, fora do jogo desde o segundo set com uma lesão no joelho esquerdo, Kika seguiu como líbero do Vôlei Nestlé. Unidas em quadra, as jogadoras de Osasco precisaram de raça e técnica para vencer um set altamente disputado e cheio de alternativas. Depois do empate em 10/10, as donas da casa fizeram 14/11 e 18/15 com um ace de Bia. Mas as adversárias encostaram novamente, empataram no 20/20 e ultrapassaram no 23/22. Sem perder o foco, o Vôlei Nestlé retomou a vantagem e fechou em 26/24, com um ataque de Mari Paraíba.
 
O Vôlei Nestlé voltou para o quarto set disposto a liquidar a fatura. Com volume de jogo e foco, abriu 12/6 com um bloqueio simples de Ninkovic pelo meio. Quando marcou 14/7, o Hinode Barueri pediu tempo. Com um ace de Mari Paraíba, a vantagem aumentou: 16/7. Com Bia, marcou 19/8. Tandara, na bola colocada, fez 21/9. Mari voltou a derrubar a bola no 23/10. Bia, no paredão, encaminhou a vitória no 24/10. E Mari fechou no 25/10.
 
O Vôlei Nestlé entrou em quadra com: Fabíola (3), Tandara (16), Bia (11), Ninkovic (14), Mari Paraíba (15), Angela Leyva (13) e a líbero Tássia. Entraram: Carol Albuquerque, Lorenne e Kika. Técnico: Luizomar de Souza.
 
O Hinode Barueri entrou em quadra com: Ana Cristina (1), Jaqueline (12), Edinara (16), Suelle (7), Francynne (5), Fê Isis (5) e a líbero Dani Terra. Entraram: Erika, Skowronska (2), Saraelen (1), Sara e Naiane. Técnico: José Roberto Guimarães.
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook