De virada, Sesc RJ vence Pinheiros na estreia da Copa Brasil

Partida foi decidida no tie-break e teve placar final de 3x2 para o time do técnico Bernardinho. Equipe carioca segue na competição em busca do tetracampeonato e enfrenta o Vôlei Nestlé na semifinal, dia 19.01 / Foto: Erbs Jr. / Sesc RJPartida foi decidida no tie-break e teve placar final de 3x2 para o time do técnico Bernardinho. Equipe carioca segue na competição em busca do tetracampeonato e enfrenta o Vôlei Nestlé na semifinal, dia 19.01 / Foto: Erbs Jr. / Sesc RJ

Rio de Janeiro - O Sesc RJ venceu o Pinheiros de virada, por 3x2, na noite desta sexta-feira (15.12) pelo primeiro jogo da Copa Brasil. Em uma partida dura, decidida no tie-break, a equipe do técnico Bernardinho precisou contar com a força da torcida no Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ), para reverter o placar, após ter perdido os dois primeiros sets. Com a vitória, que teve parciais de 23x25, 24x26, 25x19, 25x22 e 15x12, o time carioca segue para a semifinal contra o Vôlei Nestlé (SP), no dia 18 de janeiro, em Lajes (SC). O Sesc RJ busca seu quarto título da competição, que reúne os oito melhores times do turno (1ª fase) da Superliga 17/18.
 
Capitã do time, a levantadora Roberta avalia o que fez o Sesc RJ a recuperar e virar o placar. “Começamos mal no jogo, cometendo erro atrás de erro, não conseguíamos marcar bem no bloqueio o que atrapalhou a defesa, com o Pinheiros buscando e defendendo. No segundo set, ainda continuamos no mesmo ritmo até que, no terceiro set, conseguimos dar uma chacoalhada, concentramos mais no jogo e ficamos mais agressivas também. Era um jogo decisivo para a semifinal, então não podíamos ter começado cometendo tantos erros, mas demos a volta por cima e conseguimos nos unir como grupo. Nosso saque entrou muito bem, ajudando nosso bloqueio a jogar sem o ataque de meio delas”, afirma.
 
O Sesc RJ entrou em quadra com Roberta (levantadora), Monique (oposta), Vivian (central), Juciely (central), Drussyla (ponteira), Peña (ponteira) e Fabi (líbero). No primeiro set, os times começaram empatados mas o Pinheiros teve um desempenho superior e ficou à frente no placar durante quase toda a parcial. No final do set, o Sesc RJ reagiu e chegou a empatar em 23x23, mas não foi suficiente para deter o adversário, que fechou o set por 23x25. Nessa parcial, Kasiely entrou no lugar de Peña.
 
No início do segundo set, o Sesc RJ voltou mais concentrado, abrindo o placar de 5x1. Em um bom momento no jogo, Juciely levou uma bolada no olho e foi substituída por Linda. O time se manteve à frente do placar até 18x17, mas o Pinheiros conseguiu empatar em 18x18 e, a partir daí, as duas equipes disputaram ponto a ponto mas o time paulista levou a melhor e fechou a parcial por 24x26.
 
Juciely voltou à quadra no terceiro set, que marcou a reação do Sesc RJ. Nessa parcial, o time se manteve todo o tempo à frente do placar, abrindo até nove pontos de vantagem, em 16x7. O Sesc RJ seguiu com bom desempenho até fechar a parcial por 25x19 em um ataque de Monique.
 
No quarto set, o Sesc RJ novamente saiu na frente abrindo 12x4. A partir desse placar, o Pinheiros conseguiu se reequilibrar e, com isso, o Sesc RJ teve muito sufoco mas conseguiu fechar o placar em 25x22. O tie-break foi duro, também disputado ponto a ponto até ser concluído em 15x12 após uma boa sequência de saques de Kasiely.
 
 
Veja Também: 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook