Por 3x0, Sesc RJ derrota Fluminense e segue invicto na Superliga

O saque foi a estratégia do time do técnico Bernardinho para vencer a partida, que teve um começo complicado / Foto: Erbs Jr./Sesc RJO saque foi a estratégia do time do técnico Bernardinho para vencer a partida, que teve um começo complicado / Foto: Erbs Jr./Sesc RJ

São Paulo - O Sesc RJ derrotou o Fluminense por 3 sets a 0 neste sábado (11.11) pela sexta rodada da Superliga 2017-18 e segue invicto na competição. A partida teve parciais de 25x22, 25x21 e 25x21. Foi a primeira vez que o Sesc RJ enfrentou o Fluminense após ter derrotado o adversário na final e conquistado o título do Campeonato Carioca.
 
Na tarde de hoje, o Sesc RJ contou com a ajuda da torcida na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro (RJ), o que fez toda a diferença em um primeiro set complicado. A equipe saiu jogando com Roberta (levantadora), Monique (oposta), Mayhara (central), Vivian (central), Drussyla (ponteira), Kasiely (ponteira) e Fabi (líbero). O Fluminense abriu o placar e fez seguidos os primeiros quatro pontos. O adversário seguiu com vantagem, chegando a abrir sete pontos em 1x8, quando Bernardo pediu o primeiro tempo. Mesmo assim, o Flu permaneceu à frente até o placar de 4x10, quando o Sesc RJ reagiu, o saque passou a funcionar melhor. Isso contribuiu para que bloqueio e contra-ataque crescessem e o time conseguiu empatar em 15x15. A parcial seguiu disputada ponto a ponto, mas o Sesc RJ virou em 20x19 até fechar a parcial em 25x22.
 
No segundo set, ao contrário, foi o Sesc RJ que abriu pontuando bem no início da parcial, chegando a seis pontos de vantagem, em 10x4, com destaque para a atuação do bloqueio em momentos-chave. O Fluminense reagiu o que equilibrou um pouco mais o placar, chegando a 21x18, mas não conseguiu virar e o Sesc RJ fechou a parcial em 25x21. Na terceira parcial, o Sesc RJ seguiu concentrado, forçando o saque, o que se mostrou o diferencial nesta partida. O set seguiu empatado até 7x7, mas a equipe de Roberta e Drussyla aumentaram a distância no placar em 13x9. A partir daí, o time do técnico Bernardinho manteve-se sempre à frente até fechar o set por 25x21.
 
Ganhadora do Trófeu VivaVôlei desta partida, a oposta Monique destacou a importância do saque do Sesc RJ para desestabilizar o Fluminense. “Estávamos conscientes sobre o desafio deste jogo porque o Fluminense veio de uma vitória importante contra o Osasco. No primeiro set, elas abriram alguma vantagem porque tivemos dificuldade com o saque delas e não conseguimos passar bem. Mas recuperamos e, a partir daí, sacamos muito bem. Sabemos que, quando elas têm o passe na mão, elas se tornam um time perigoso porque têm muita qualidade no ataque, por isso fizemos nosso papel para quebrar o passe delas. Mas, agora, não temos muito tempo para comemorar, porque já vamos começar a pensar no próximo adversário” afirma a jogadora destaque do dia.
 
As jogadoras Gabi Guimarães e Gabriella Guimarães, que recuperam-se de cirurgias, estiveram na Jeunesse para a partida e deram o apoio ao time. Na próxima semana, a ponteira dominicana Yonkaira Penã, nova contratada que vai reforçar a equipe do Sesc RJ, também deverá começar os treinos. Pela Superliga, o próximo jogo será na terça-feira, 14.11, contra o BRB/Brasília, na capital federal.
 
Atual campeã da Superliga, a equipe do Sesc RJ conquistou o título por 12 vezes, vencendo as últimas cinco temporadas de forma consecutiva. Este ano a equipe do técnico Bernardinho já conquistou o Campeonato Carioca vencendo o Fluminense e a Supercopa, torneio que abriu a temporada nacional, com a vitória sobre o Camponesa/Minas por 3x2. 
 
Novembro Azul - Em todas os jogos até o final deste mês, os torcedores poderão ver as líberos Fabi e Vitória jogando com uniforme azul feito especialmente para a data. A ação faz parte da celebração do Novembro Azul, mês de conscientização sobre a prevenção e combate ao câncer de próstata.
 
Arena Jeunesse - Este foi o primeiro jogo do time feminino na Arena da Barra da Tijuca após a parceria do Sesc RJ com a Jeunesse, que contempla a realização de alguns jogos nesse espaço e a viabilização de ônibus que irão levar os alunos do Programa Sesc Esporte aos jogos. Os times masculino e feminino do Sesc RJ também levam a logomarca da Jeunesse exposta nos ombros do uniforme.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook