Vôlei Nestlé bate BRB/Brasília e mantém invencibilidade em casa

A equipe de Osasco não teve dificuldade para fechar em 3 a 0. Tandara, maior pontuadora, ganhou o VivaVôlei / Foto: João Pires/FotojumpA equipe de Osasco não teve dificuldade para fechar em 3 a 0. Tandara, maior pontuadora, ganhou o VivaVôlei / Foto: João Pires/Fotojump

São Paulo - O Vôlei Nestlé venceu o BRB/Brasília por 3 sets a 0, com parciais de 25/19, 25/21 e 25/15, em 1h17min, na noite desta sexta-feira (10), no José Liberatti. Com o resultado, a equipe de Osasco ampliou para 25 a invencibilidade em jogos válidos pela competição nacional em seu ginásio. Tandara foi a maior pontuadora com 16 acertos e recebeu o VivaVôlei, mas Paula também teve atuação de destaque e marcou 14 pontos.
 
Com a conquista dos três pontos, o Vôlei Nestlé se reabilitou do resultado negativo sofrido diante do Fluminense, por 3 sets 2, na terça-feira (7), no Rio de Janeiro. O próximo desafio de Tandara, Bia, Leyva e cia. será contra o Vôlei Bauru, na próxima terça-feira (14), no ginásio Panela de Pressão, a partir das 19h30.
 
Tandara destacou a importância de voltar a vencer jogando de forma convincente. “Ainda cometemos alguns erros, mas nossa virada de bola, o ataque, foi bem melhor. Eu e a Leyva ainda tomamos alguns bloqueios bobos, mas, no geral, conseguimos ser eficientes no sistema ofensivo. A vitória é importante para a nossa autoestima, porque é sempre difícil retomar os treinos após uma derrota. E com esse resultado teremos ainda mais motivação para seguir fazendo um trabalho cada vez melhor’, explicou a ponteira.
 
O técnico Luizomar analisou a partida. “Voltamos feridos do jogo contra o Fluminense na terça-feira e tivemos pouco tempo de recuperação. Tínhamos o compromisso de fazer um bom jogo nessa caminhada que, lógico, visa resultados, mas também é focada em melhorar o time. Fizemos dois bons sets no sistema defensivo, sacando bem e conseguimos executar nosso plano estratégico. Com isso, construímos uma boa vitória”, afirmou o treinador, que completou. “Mas temos muito a fazer para evoluir cada vez mais e evitar erros como no segundo set, por exemplo. É um processo e trabalhar vencendo é sempre bom”.
 
Série invicta - O time de Osasco está invicto há 25 partidas de Superliga no ginásio José Liberatti. Na última edição do campeonato brasileiro, o time de Luizomar ganhou 11 jogos na fase classificação, um nas quartas e dois na semifinal. Na disputa anterior, 2015/2016, venceu mais oito partidas em seu ginásio. Neste ano são três vitórias diante de sua torcida, contra Renata Valinhos Country, Pinheiros e BRB/Brasília. O último resultado negativo em casa na competição foi dia 18 de dezembro de 2015.
 
O jogo - O Vôlei Nestlé comandou o primeiro set. Seguro nos contra-ataques e forçando o saque, foi abrindo vantagem ao longo da parcial. Com grandes atuações ofensivas de Angela Leyva (7 pontos) e Paula (6 pontos), a equipe de Osasco fechou com tranquilidade em 25/19.
 
O segundo set começou de forma complicada para as donas da casa. Com 7/3 contra, o técnico Luizomar pediu tempo para colocar ordem na casa. Com paciência, sem perder o foco, as jogadoras de Osasco foram encostando até empatar, com Tandara, no 9/9. A virada veio no 11/10, com um erro do adversário. Porém, a parcial seguiu equilibrada. Tandara apareceu e foi decisiva. Marcou sete pontos para ajudar o Vôlei Nestlé a fechar em 25/21.
 
Depois do susto no segundo set, o Vôlei Nestlé voltou à quadra disposto a liquidar a fatura no terceiro set. O saque voltou a entrar e o bloqueio funcionou. Com isso, a equipe da casa abriu 12/4 sem dificuldades. Com dois aces de Carol Albuquerque, a vantagem subiu para 15/5. Com autoridade, não deixou o adversário ‘voltar para o jogo’ e fechou por 25/15, com Tandara, que derrubou quatro bolas. Paula fez 6 pontos na série.
 
O Vôlei Nestlé entrou em quadra com Fabíola (2), Paula (14), Bia (5), Ninkovic (6), Angela Leyva (9), Tandara (16) e a líbero Tássia. Entraram: Carol Albuquerque (2), Lorenne, Mari Paraíba, Nati Martins (2). Técnico: Luizomar de Moura.
 
O BRB/Brasília entrou em quadra com Thayna (2), Carol (6), Malu (8), Priscila (5), Isabela (8), Aline (12) e a líbero Juju. Entraram: Mari Helen (2), Vivian (1), Letícia (3). Técnico: Sérgio Negrão.
 
Nutrindo os Sonhos dos Jovens - De olho no futuro e na nova geração do vôlei brasileiro, o Vôlei Nestlé reforçou o DNA de seu projeto ao firmar parceria com o Programa Global "Nutrindo os Sonhos dos Jovens", lançado pela Nestlé na Europa em 2013, e que chegou ao Brasil no final de 2015. A equipe para a temporada 2017/18 deve manter a filosofia de mesclar atletas experientes com jovens, que buscam espaço em um clube tradicional como o Osasco. O programa está voltado para a capacitação de jovens para qualificá-los profissionalmente.
 
Superliga 2017/18
1º Turno
17/10 - Hinode Barueri 1 x 3 Vôlei Nestlé - Barueri
20/10 - Vôlei Nestlé 3 x 2 Renata Valinhos Country – Osasco
31/10 - São Cristóvão Saúde/São Caetano 1 x 3 Vôlei Nestlé – São Caetano
03/11 - Vôlei Nestlé 3 x 0 Pinheiros – Osasco
07/11 – 20h – Fluminense 3 x 2 Vôlei Nestlé  – Rio de Janeiro
10/11 – 21h30 – Vôlei Nestlé 3 x 0 BRB Brasília Vôlei – Osasco
14/11 – 19h30 – Vôlei Bauru x Vôlei Nestlé – Bauru
18/11 – 15h - Vôlei Nestlé x Camponesa/Minas – Osasco (Rede TV!)
24/11 – 21h30 – Dentil/Praia Clube x Vôlei Nestlé – Uberlândia (Sportv)
30/11 – 18h – Sesi x Vôlei Nestlé – Santo André (Sportv)
08/12 – 19h30 - Vôlei Nestlé x Sesc/RJ - Osasco
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook