Em casa, meninas do Sesi-SP perdem para o Camponesa/Minas

O grupo da capital paulista chegou a abrir vantagem no terceiro set, mas acabaram superadas por 3 a 0 / Foto: Karen Griz/Sesi-SPO grupo da capital paulista chegou a abrir vantagem no terceiro set, mas acabaram superadas por 3 a 0 / Foto: Karen Griz/Sesi-SP

São Paulo - O time feminino de vôlei do Sesi-SP lutou, cresceu em alguns momentos dos sets, mas perdeu na abertura da sexta rodada da Superliga 2017/18 para o Camponesa/Minas. Jogando em casa, diante da torcida, na noite desta sexta-feira (10), as meninas da capital paulista chegaram a abrir vantagem no terceiro set, mas não conseguiram superar a força das mineiras, que retornam para casa com a vitória por 3 sets a 0 (11/25, 23/25 e 23/25).
 
A equipe comandada pelo técnico Rodolfo Lino, sofreu muito no início da partida e ficou atrás por quatorze pontos de diferença. Na volta, o time se recuperou, apostou no saque e chegou a complicar a vida do Minas em alguns instantes. Superando o bloqueio adversário, Neneca pontuou, mas viu Mara e Rosamaria voarem em quadra. Pelo lado do Minas, Pri Daroit também chamou atenção, foi eleita a melhor do jogo, ficou com o Troféu VivaVôlei e a artilharia ao marcar 18 pontos. Neneca foi o destaque do time paulista anotando 16 acertos.
 
Mesmo sofrendo com a pressão imposta pelas mineiras, o grupo do Sesi-SP conseguiu igualar o marcador em boa parte dos dois últimos sets, porém não segurou. Mexendo no time e apostando na levantadora Thais e na ponteira Amabilie,, Lino conquistou bons pontos e arrancou aplausos da torcida após as meninas abrirem o marcador no terceiro set. As mudanças até chegaram a render bons pontos, mas ainda não foi a noite da primeira vitória do Sesi-SP.
 
"Nós ainda não conseguimos alcançar a nossa primeira vitória, mas fazendo um balanço do jogo contra o Valinhos para os dois últimos sets de hoje, nós podemos dizer que melhoramos e corrigimos os erros passados. O primeiro set hoje foi bem abaixo, sofremos, mas recuperamos na sequência. O time é jovem, mas ainda tem muito campeonato e acredito que vamos evoluir ainda mais", comentou a central Marjorie, autora de seis pontos na partida.
 
O Sesi-SP entrou em quadra com a levantadora Pri Heldes, a oposta Domingas, as centrais Marjorie e Raquel, as ponteiras Kimberly e Nikole e a líbero Érika Pão. Entraram Amabilie, Neneca, Thais, Thayna, e Cássia. O Camponesa/Minas começou com a levantadora Macris, a oposta Karol Tormena, as centrais Mara e Mayany, as ponteiras Rosamaria e Pri Daroit e a líbero Léia.
 
Agora, as meninas da capital paulista se preparam para mais uma batalha. Na próxima quarta-feira, dia 15 de novembro, o grupo comandado pelo técnico Lino enfrenta o são Cristóvão Saúde/São Caetano, às 17h. A partida terá transmissão ao vivo pelo Sportv.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook