Angela Leyva tem estreia em grande estilo no Vôlei Nestlé

Angela e Mari / Foto: João Pires/FotojumpAngela e Mari / Foto: João Pires/Fotojump

São Paulo - O jogo pode ter sido amistoso, mas a estreia de Angela Leyva no Vôlei Nestlé veio em grande estilo. A peruana foi a maior pontuadora na vitória sobre o Londrina Adeps/Positivo por 3 sets a 0, com parciais de 25/16, 25/15 e 25/15, na noite desta quinta-feira (26), no ginásio Moringão, na cidade paranaense.
 
A ponteira marcou 11 pontos e começa a ratificar os prognósticos de que será um importante reforço para a temporada 2017/18. Agora a expectativa fica para sua primeira aparição na Superliga. O próximo compromisso da equipe de Osasco será na próxima terça-feira (31), contra o São Cristóvão Saúde, em São Caetano.
 
Além de Angela, outra ‘novidade’ no Vôlei Nestlé foi Mari Paraíba. A ponteira não entrava em quadra desde a conquista do hexacampeonato paulista, quando torceu o tornozelo esquerdo na final contra o Hinode Barueri, no ginásio José Liberatti, dia 13 de outubro. Recuperada, mostrou estar pronta para a estreia na Superliga na próxima terça-feira, em São Caetano. A ponteira não defendeu a equipe de Osasco nas vitórias nas duas primeiras rodadas do campeonato nacional, sobre o Hinode e Renata Valinhos/Country.
 
Para a ponteira peruana, o momento é de felicidade com o início do trabalho no Vôlei Nestlé. “É minha primeira experiência em um time fora do meu país e estou muito feliz com a oportunidade que me é dada pelo técnico Luizomar. Fiz apenas dois treinamentos antes do jogo em Londrina e sei que ainda tenho muito a melhorar”, avaliou Angela Leyva, que conhece bem o treinador brasileiro. Além da equipe de Osasco, Luizomar de Moura comandou a seleção do Peru por quatro meses.
 
Se Mari retornou, Tandara e Bia foram poupadas. A dupla vem de um início de temporada pesado com a seleção brasileira e, por isso, assistiu a vitória do Vôlei Nestlé do banco de reservas. Para Fabíola, a experiência foi válida. “O amistoso foi muito bacana, uma festa linda, com ginásio lotado. Fomos muito bem recebidas e ficamos felizes em ajudar o projeto. Tomara que Londrina tenha mesmo uma equipe na Superliga B. Saímos daqui felizes, porque também conseguimos dar sequência ao trabalho com treinos e o jogo”, afirmou a levantadora.
 
O Londrina Adeps/Positivo planeja disputar a próxima temporada da Superliga B e conta com atletas como Lia, Silvana, Fran e Natália, que atuavam pelo extinto Rio do Sul. O Vôlei Nestlé disputou o amistoso como forma de colaborar com o projeto, que tem Elisângela Almeida, ex-jogadora da equipe de Osasco, como uma das coordenadoras.
 
Para Spencer Lee, que comandou a equipe no amistoso, o saldo é positivo. “Nossa equipe impôs seu jogo o tempo todo e o importante foi levar a nossa marca, nossas atletas, até o público de Londrina, que fez uma grande festa e acabou se dividindo na torcida entre o time da casa e o Vôlei Nestlé”, contou o treinador, que analisou a estreia da ponteira peruana: “A Angela fez uma estreia muito boa, mesmo ainda um pouco ansiosa, o que é natural. Cometeu alguns erros pela vontade de querer mostrar seu melhor ao vestir essa camisa com o orgulho e dedicação que ela merece. Mas, com a sequência de treinos, ela vai se entrosar com as levantadoras e render tudo o que se espera dela, porque é uma jovem muito promissora”.
 
Jogaram e marcaram para o Vôlei Nestlé: Carol Albuquerque (2), Nadja Ninkovic (3), Bruna Neri (1), Angela Leyva (11), Paula Borgo (7), Ju Mello (3), Lorenne (4), Mari Paraíba (9), Nati Martins (6), Fabíola (3), Tássia e Kika.
 
Nutrindo os Sonhos dos Jovens - De olho no futuro e na nova geração do vôlei brasileiro, o Vôlei Nestlé reforçou o DNA de seu projeto ao firmar parceria com o Programa Global "Nutrindo os Sonhos dos Jovens", lançado pela Nestlé na Europa em 2013, e que chegou ao Brasil no final de 2015. A equipe para a temporada 2017/18 deve manter a filosofia de mesclar atletas experientes com jovens, que buscam espaço em um clube tradicional como o Osasco. O programa está voltado para a capacitação de jovens para qualificá-los profissionalmente.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook