Sesc RJ vence Renata Valinhos/Country por 3 sets a 0 pela Superliga Feminina

Time do técnico Bernardinho enfrentou a equipe paulista pela terceira rodada da competição. Próximo desafio é contra o São Caetano, no dia 3 de novembro, em casa / Foto: Sesc RJTime do técnico Bernardinho enfrentou a equipe paulista pela terceira rodada da competição. Próximo desafio é contra o São Caetano, no dia 3 de novembro, em casa / Foto: Sesc RJ

São Paulo - O Sesc RJ derrotou o Renata Valinhos/Country por 3 sets a 0 pela terceira rodada da Superliga Feminina de Vôlei nesta quinta-feira (26.10), no ginásio Pedro Ezequiel da Silva, em Valinhos (SP). Foi um jogo tranquilo para a equipe carioca, com parciais de 25x15, 25x19 e 25x16. O time se manteve concentrado durante toda a partida e venceu com propriedade, com um bom ritmo de jogo e importante atuação do bloqueio.
 
Com bom desempenho durante toda a partida, a ponteira Kasiely teve a missão de substituir Gabriella Guimarães que sofreu uma lesão no jogo anterior. O técnico Bernardo ainda enfrenta o desfalque da outra ponteira, Gabi, que também se recupera de uma cirurgia. “É uma pressão grande sim e uma responsabilidade, mas conversei muito com as duas Gabis e com as outras jogadoras, além de ter tido muito apoio da equipe técnica, e isso me ajudou bastante. Consegui entrar tranquila, mesmo com a ansiedade, claro. Isso me ajudou a fazer uma boa partida. Durante o jogo, percebemos que o passe oscilou um pouco, mas atacamos muito bem e tivemos um ótimo desempenho do bloqueio”, afirma Kasiely. Gabi Guimarães será submetida a tratamento cirúrgico e deverá ter um período estimado de recuperação de 6 a 8 meses. A equipe do Sesc RJ busca alternativas para minimizar a ausência da atleta.
 
Contra o Renata Valinhos/Country, o time do técnico Bernardinho saiu jogando com Roberta (levantadora), Monique (oposta), Mayhara (central), Vivian (central), Drussyla (ponteira), Kasiely (ponteira) e Fabi (líbero). O Sesc RJ começou o primeiro set concentrado. Saque e bloqueio funcionaram bem e, aos poucos, o time foi abrindo diferença. A equipe também aproveitou bem os erros cometidos pelo Valinhos para fechar sem dificuldade por 25x15.
 
No segundo set, o time pressionou a equipe adversária com bom aproveitamento no saque e novamente nos bloqueios, conseguindo abrir boa diferença até fechar o set em 25x19. O time permaneceu o mesmo do primeiro set, com a entrada, no decorrer da parcial, de Carol Leite e Natiele na inversão do 5 e 1 e Vitória, no saque, substituindo Mayhara. O mesmo aconteceu no terceiro set, que concluiu a partida por 25x16. Hoje, o Troféu VivaVôlei foi novamente para Monique, que se destacou durante toda a partida. 
 
O Sesc RJ já havia vencido os dois primeiros jogos pela Superliga, o primeiro contra o Sesi SP. Na última partida (20.10), a equipe do técnico Bernardinho venceu o Hinode Barueri por 3 sets a 2. O próximo desafio é contra o São Caetano no dia 3 de novembro, no Rio de Janeiro.
 
Atual campeã da Superliga, a equipe do Sesc RJ conquistou o título por 12 vezes, vencendo as últimas cinco temporadas de forma consecutiva. Este ano a equipe do técnico Bernardinho já conquistou o Campeonato Carioca vencendo o Fluminense e a Supercopa, torneio que abriu a temporada nacional, com a vitória sobre o Camponesa/Minas por 3x2. 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook