Ingressos esgotam e fiel será "sétimo jogador" na decisão do Paulista

Ginásio da Ponte Grande será um caldeirão no segundo e decisivo jogo entre Corinthians-Guarulhos e EMS Taubaté/Funvic / Foto: Nícolas Ornellas/Corinthians-GuarulhosGinásio da Ponte Grande será um caldeirão no segundo e decisivo jogo entre Corinthians-Guarulhos e EMS Taubaté/Funvic / Foto: Nícolas Ornellas/Corinthians-Guarulhos

São Paulo - No próximo sábado, 07 de outubro às 21h, o Corinthians-Guarulhos encara o EMSTaubaté/Funvic pelo segundo e decisivo jogo da final do Campeonato Paulista. Independente da derrota da última quarta-feira, 04, por três sets a um para os atuais tricampeões paulistas, o time do técnico Alexandre Stanzioni e do líbero Serginho contará com um bom reforço: a fiel torcida que esgotou hoje pela manhã os ingressos para esse grande duelo.
 
“A torcida é fundamental e está sendo muito prazeroso saber que nosso esforço e dedicação - ainda longe daquilo que queremos como meta, mas podendo disputar finais - faz com que a torcida tenha essa identificação. Ainda estamos só no começo dessa trajetória e é fundamental o envolvimento da torcida corinthiana para que nós possamos consolidar o nosso projeto. O que a torcida tem que esperar da gente é nós iremos nos dedicar, iremos correr, se matar para fazer o nosso melhor e isso só funciona bem com a nossa torcida do lado”, argumentou o técnico Alexandre Stanzioni.
 
Idealizador do projeto Corinthians-Guarulhos, o treinador quer proporcionar para os mais de mil torcedores no sábado um grande espetáculo e sabe que a torcida alvinegra, apaixonada já pela equipe, jogará junto e incentivará do início ao fim, sendo um combustível a mais para os atletas dentro das quatro linhas.
 
“Cada degrau que estamos subindo, cada passo que estamos dando a torcida está no nosso lado, incentivando nas redes sociais e nas arquibancadas. O que queremos é isso, essa interação positiva. Nós estamos fazendo de tudo para conquistar um título para eles. Ainda falta bastante, nosso adversário é uma equipe muito qualificada e já vem fazendo finais a muito tempo, vem se preparando para esses momentos e nós estamos apenas começando e começando bem. Queremos a nossa torcida do lado em todos os momentos do jogo, nos bons e nos de baixa”, acrescentou.
 
Time está focado para o duelo decisivo - Se da arquibancada a torcida vai incentivar, dentro da quadra os jogadores estão focados em retribuir a confiança. Nem mesmo a derrota no primeiro jogo deixou os atletas desanimados. Pelo contrário, sabem que há o que melhorar e estão prontos para escrever uma nova história.
 
“Não foi um resultado adverso. Para equipes que chegam em uma final, foi um resultado normal, como seria também normal se nós tivéssemos vencido esse primeiro jogo. Principalmente pelas chances que tivemos ao longo da partida, no primeiro set tivemos três pontos de vantagem como no segundo set, e acabamos deixamos eles empatar. Buscamos o terceiro set e vencemos, mas, infelizmente não conseguimos jogar bem no último set, mas temos chances sim. Temos o jogo no sábado e temos sim como ganhar e levar para o golden set”, analisou o central Riad.
 
Para o ponteiro Ygor Ceará o resultado deixa sua equipe ainda com mais vontade de fazer a diferença no próximo sábado. “Saímos um pouco decepcionados claro da partida de ontem, por que sabemos da qualidade de Taubaté, mas não vimos do outro lado um time tão diferente do nosso. Se nós jogarmos no nosso máximo, sem dúvidas que jogamos melhor. A gente não fez o nosso melhor papel ontem. No terceiro set o que conseguimos fazer foi não errar tanto, marcar bem eles, fazer um saque mais tático, algo que não foi tão difícil de se colocar em prática e é isso que precisamos fazer no sábado, em ainda mais alto nível”, finalizou.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook