Corinthians-Guarulhos encara EMS Taubaté/Funvic por título estadual

Competição multi-sede das Américas anunciou o resultado final, com o brasileiro na primeira posição / Foto: ReproduçãoCompetição multi-sede das Américas anunciou o resultado final, com o brasileiro na primeira posição / Foto: Reprodução

São Paulo - O Corinthians-Guarulhos entra em quadra nesta quarta-feira, 04, às 21h15 (com SPORTV) para escrever mais um capítulo de sua recém história. Em sua terceira final consecutiva (Campeão da Taça Ouro e Vice-Campeão da Copa SP), o time alvinegro não imaginava que em tão pouco tempo estaria em tantas decisões.
 
“Nem em nossos melhores sonhos, poderíamos imaginar isso. O time foi se encaixando. Passamos por um momento difícil na Taça Ouro e isso acabou nos dando uma casca, uma noção de onde poderíamos chegar. Foi um torneio difícil, um campeonato que era o projeto em jogo e isso nos formou uma casca e hoje estamos colhendo o fruto”, analisou o levantador Rafael.
 
O experiente capitão Rivaldo está animado em entrar em quadra para essa final inedita. “Motiva ainda mais. É será a nossa terceira final inedita, né. É o sonho de toda equipe quando se inicia, disputar as finais já de cara. Estamos nos vendendo muito bem. A torcida está comparecendo, nos empurrando e ajudando muito”, argumentou.
 
Diante do atual tricampeão paulista, o oposto sabe que não terá vida fácil em quadra, porém acredita que força do grupo corinthiano para buscar um melhor resultado. “Vamos para uma pedreira, chegou a hora. Nosso time está preparado, está bem. Nossa equipe demonstrou força de grupo e de reação e isso é importante contra equipes como Taubaté que são equipes pesadas, de porte. Ter essa estrutura e essa força de grupo é importante. Sabemos que a equipe de Taubaté virá com tudo e precisamos segurar essa avalanche que eles vão vir e depois sim ir para cima com a nossa força. O time está contente e animado”, avaliou o camisa 11.
 
Rafa acredita que as adversidades destes primeiros meses ajudam sua equipe nos momentos de decisão. “Tudo isso é um somatório, passamos por situações desfavoráveis na Taça Ouro e contra Campinas perdemos o jogo e tínhamos de vencer o golden set e vencemos. O jogo de Taubaté é isso. Sabemos da qualidade deles, é imensa. E nós vamos para o jogo, para ver o que vai acontecer. Vamos com força total”, finalizou.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook