Corinthians-Guarulhos chega à sua primeira final de Paulista

No golden set, equipe demonstrou frieza e precisão nas ações que, segundo o treinador é a principal característica da equipe em momentos de decisão / Foto: July Stanzioni/Corinthians-GuarulhosNo golden set, equipe demonstrou frieza e precisão nas ações que, segundo o treinador é a principal característica da equipe em momentos de decisão / Foto: July Stanzioni/Corinthians-Guarulhos

São Paulo - A emoção pela vaga na final ainda está latente nos jogadores e comissão técnica do Corinthians-Guarulhos. A vitória ontem à noite no golden set por 25 a 23, depois de perder o jogo por três sets a zero, ainda faz a fiel torcida comemorar a primeira vaga na final de Campeonato Paulista, um dos mais disputados do Brasil.
 
Em apenas quatro meses de existência o time alvinegro já foi campeão da Taça Ouro – que deu vaga à equipe à Superliga 2017/2018, chegou à final da Copa São Paulo, sendo vice-campeã e ontem, chegou à sua primeira final de estadual em seu primeiro ano de existência.
 
Para o técnico Alexandre Stanzioni, um dos mentores do projeto um momento histórico da recém criada equipe. "Pela grandeza do projeto nós merecemos este momento. Tem muita coisa para crescer, obviamente, mas tudo o que pensamos fazer, de envolver uma cidade em torno do projeto, estar em uma final de campeonato paulista, de um campeonato forte, mais do que nós pensamos - queríamos estar entre os quatro melhores - e estar nesta final é gratificante", analisou o treinador.
 
Alê sabe que enfrentar SESI-SP ou Taubaté não será fácil, mas acredita em uma boa apresentação do grupo diante deles. "Temos muita coisa para crescer, para ganhar de um dos dois é preciso muita coisa, mas isto é bom, o nosso time vai criando casca. São nas finais que a gente vai aprendendo. Nosso time está de parabéns. Erramos juntos e ganhamos juntos. É muito positivo saber que o grupo abraçou o projeto. Esse grupo já provou que tem muita qualidade nessa hora de decisão, muito calculista, vai forte e confia muito no que já fez, por isso que confiamos neles, esses atletas experientes são muito seguros naquilo que já fizeram na carreira e nessa hora faz a diferença", acrescentou.
 
O capitão da equipe, Rivaldo, ressaltou o grande trabalho em grupo criado ao longo desses primeiros meses de existência do clube que culminou em uma passagem épica para a grande final do estadual.
 
"Satisfação imensa e agradecimento por está aqui no Corinthians-Guarulhos e participar desses primeiros bons momentos que estamos vivendo no projeto que, já está grande, não consigo imaginar o alcance. Tenho muito orgulho de estar aqui, de vestir essa camisa. Estava na minha ex casa, que respeito muito e vê uma equipe como a nossa, recém-formada, realmente de operários que rala no dia a dia, chegar em uma final de campeonato paulista no primeiro ano do projeto é muito orgulho, é muito bonito. Eu vim para cá para sentir nossos desafios e estou conseguindo", declarou o camisa 11.
 
Nome do fim do golden set, com saques precisos, o central Riad analisou sua evolução justamente neste fundamento que, no início da temporada, não estava funcionando como ele gostaria.
 
"Este ano me comprometi comigo de fazer uma coisa que nunca fiz na minha carreira: começar forte no saque e, se ele não entrar, vou encaixando e depois retomo a força novamente e ontem foi o quarto jogo que agi assim. Nos outros jogos eu não quis arriscar, quis manter. Ontem, quando perdemos o jogo de três a zero eu sabia que tinha de ser diferente. Era a nossa final, era a hora de arriscar e me senti confiante para isso e deu certo", comemorou o camisa 15.
 
Por fim, outro mentor do projeto Corinthians-Guarulhos, o líbero Serginho, agradeceu a torcida que abraçou o time e ressaltou a importância de estar nesta final no primeiro ano de existência da equipe.
 
"Agrademos à todos que abraçaram nosso projeto, que foram para Campinas acompanhar o jogo. Agora estamos na final, no primeiro ano, disputar algo tão grande. Queremos o ginásio da Ponte Grande lotado, cheio de corintiano para, se Deus quiser, ir em busca desse título", finalizou.
 
Agora, o Corinthians-Guarulhos espera o adversário da grande final que sairá do confronto entre SESI-SP e ESM Taubaté/Funvic. Nesta semifinal, o Taubaté abriu um a zero nos adversários, vencendo na última quinta-feira a partida por três sets a um. Se o Taubaté for à final, o primeiro jogo será no Vale do Paraíba e o segundo no Ginásio da  Ponte Grande, em Guarulhos. Caso o SESI-SP consiga a classificação, o primeiro jogo será na casa do alvinegro e o segundo na casa do time do levantador William Arjona. As finais acontecem na próxima quarta-feira, 03 de outubro e sábado, 07 de outubro, ainda com horários a serem definidos pela Federação Paulista de Vôlei.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook