Levantadores Raphael e William iniciam o duelo por uma vaga na final do Paulista

Raphael foi o Craque da Galera da última Superliga / Foto: Divulgação/CBVRaphael foi o Craque da Galera da última Superliga / Foto: Divulgação/CBV

São Paulo - Em abril deste ano, o EMS Taubaté Funvic chegou pela primeira vez à final da Superliga masculina de vôlei derrotando, nas semifinais, o SESI-SP. Nesta quinta-feira (28/9) os dois times iniciarão a caminhada por uma vaga na decisão do Campeonato Paulista - Divisão Especial.
 
O primeiro confronto será em Taubaté. A partida será marcada pela presença de campeões olímpicos e também pelo embate, mais uma vez, de dois dos melhores levantadores do voleibol brasileiro. De um lado Raphael, do EMS Taubaté Funvic, e do outro William, do SESI-SP que, na Superliga, levou a melhor na final, quando ainda defendia o Sada Cruzeiro (MG).
 
Para chegar às semifinais, o time de Taubaté superou o Voleibol Um Itapetininga. O levantador e capitão da equipe, Raphael, que assim como os companheiros de seleção brasileira não teve folga após a conquista da Copa dos Campeões, no Japão, destacou a importância dessa classificação.
 
“Conseguimos a classificação com bastante esforço e sacrifício. Chegamos do Japão e fomos jogar direto uma partida difícil fora de casa. O resultado mostra uma superação e uma maturidade bem bacanas do grupo.  O Sesi vem fazendo um ótimo campeonato, conta com um elenco muito forte, com muitos jogadores de seleção brasileira com conquistas incríveis em suas carreiras.  As duas equipes vem já há bastante tempo fazendo confrontos de uma qualidade incrível. Sabemos das dificuldades do nosso time, mas vamos com muita vontade de, mais uma vez, passar para a final do Paulista. Essa  semifinal promete ser de muito nível técnico”.
 
Com a seleção brasileira este ano, Raphael conquistou a medalha de ouro no Campeonato Sul-Americano e na Copa dos Campeões e a prata na Liga Mundial. “A Copa dos Campeões foi muito bacana para mim, para o grupo, para o novo ciclo. Foi importante para dar moral e mostrar que o time está no caminho certo. Tivemos altos e baixos contra a Itália, mas a derrota nos ensinou muito durante a competição e nos preparou bem para a fase final. Construímos muita coisa legal e o título foi uma concretização. Participar dessa edição e do bicampeonato para mim também foi muito significativo. Isso cada vez mais me motiva e também ao grupo. Mostra que o Brasil tem muita lenha para queimar ainda e que vai conseguir chegar aos principais objetivos”, completou o capitão do ESM Taubaté Funvic, eleito Craque da Galera na última Superliga.
 
A segunda partida da série das semifinais do Paulista está marcada para o próximo domingo, em São Paulo. Em caso de vitória para cada time, no mesmo dia será disputado o golden set.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook