Sesi-SP aproveita o fator casa e saí na frente nas quartas de final do Paulista 2017

A equipe da capital paulista suou a camisa mas ficou com o placar de 3 sets a 2 no primeiro confronto / Foto: Amanda Demétrio/FiespA equipe da capital paulista suou a camisa mas ficou com o placar de 3 sets a 2 no primeiro confronto / Foto: Amanda Demétrio/Fiesp

São Paulo - Na primeira partida das quartas de finais do Campeonato Paulista feminino 2017, o time de vôlei do Sesi-SP contou com o apoio da torcida e venceu o Vôlei Bauru por 3 sets a 2 (26/24, 25/21, 22/25, 17/25 e 15/10) na noite deste sábado (23/09), no ginásio do Sesi de Santo André.
 
Com o resultado, o Sesi-SP precisa de mais uma vitória por qualquer placar na segunda partida, que será realizada na quarta-feira (27/09), às 19h30, em Bauru, no ginásio Panela de Pressão, para seguir na competição.
 
Para Neneca, "jogar em casa, com o apoio caloroso da torcida foi um dos pontos cruciais". A oposta, uma das maiores pontuadoras com 15 acertos, e que retornou após lesão na mão direita, ainda destacou a força que a equipe precisou imprimir para sair com o resultado positivo. Glayce ficou com a artilharia ao marcar 17 vezes e Nikole anotou 13 pontos.
 
"Nós não começamos tão bem, sentimos uma pressão logo no comecinho, mas com calma nos recuperamos e abrimos uma boa vantagem. Poderíamos ter tido mais tranquilidade para fechar o jogo, mas playoff é assim, tudo requer muita atenção. Graças a Deus conseguimos nos recuperar novamente no tie break e ficar com essa vantagem, que é muito importante", finalizou.
 
O jogo começou melhor para o Vôlei Bauru, que com autoridade abriu 6 a 0 e deixou a equipe do Sesi-SP sem reação. Quanto mais as meninas da capital paulista se esforçavam para organizar a casa dentro de quadra, mais o grupo adversário apertava. Paula Pequeno, Dayse e Angélica deram trabalho no ataque e ainda ajudaram a fechar a parede contra Glayce e Nikole, atacantes pelo Sesi-SP.
 
Mas, o que parecia decidido, mudou. No primeiro set, mesmo com uma diferença de quase dez pontos, as meninas da capital paulista foram atrás, cresceram, encontraram brechas no time de Bauru e com Neneca virando todas, chegaram ao empate da parcial. Viraram e abriram 1 a 0 no jogo. A sequência da partida seguiu na mesma linha, o Vôlei Bauru dominando, o Sesi-SP evoluindo, acertando os ponteiros e garantindo a vantagem no placar geral.
 
Digno de um playoff, o confronto ficou quente, disputado. Com a entrada das centrais Valquiria e Palacio no lugar da Angélica e Helô, o time de Bauru voltou a crescer. Mesmo sem abrir grandes vantagens, como no início da partida, as meninas do lado adversário se ajustaram em quadra mantendo-se vivas na disputa. Paula Pequeno voando em quadra, deu trabalho para a defesa paulista e ajudou a colocar o time do interior no tie break.
 
A parcial decisiva contou com ponto de ataque direto, ponto de bloqueio, ponto explorando o bloqueio adversário, defesa com o pé e muita vibração pelo lado do Sesi-SP. Neneca, Nikole e Dani Suco foram algumas das armas que a levantadora Pri Heldes puxou para o jogo e foi feliz. Com autoridade e muita segurança, o grupo da capital paulista teve facilidade para guiar o set e seguir na disputa com a vantagem.
 
O Sesi-SP entrou em quadra com a levantadora Pri Heldes, a oposta Neneca, as ponteiras Nikole e Glayce, as centrais Dani Suco e Marjorie e a líbero Erika Pão. Entraram Bruna Caixeta, Andressa, Iarla, Jéssica e Raquel. Enquanto o Vôlei Bauru começou com Juma, Dayse, Paula Pequeno, Helô, Angélica, Andressa e Vanessa.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook