Primeira medalha de ouro do vôlei masculino completa 25 anos

Barcelona 92 / Foto: Acervo COBBarcelona 92 / Foto: Acervo COB

São Paulo - No período em que se comemoram as conquistas do Time Brasil nos Jogos Rio 2016, uma importante medalha do esporte olímpico brasileiro merece ser lembrada. Há 25 anos, em um domingo de Dia dos Pais, 9 de agosto, a Seleção Masculina de Vôlei conquistava em Barcelona a primeira medalha de ouro da modalidade nos Jogos Olímpicos e, de quebra, a primeira do Brasil em esportes coletivos.
 
O vôlei masculino já vinha de uma boa trajetória desde Moscou 80, com um quinto lugar. Em Los Angeles 84 conquistou a prata e, em Seul 88, o quarto lugar. Em Barcelona 92 a seleção brasileira chegou com uma equipe renovada e com uma base composta por nomes até então desconhecidos do grande público, como Tande, Carlão, Giovane, Marcelo Negrão, Maurício e Paulão. Hoje, todos são atletas de renome no esporte olímpico e responsáveis por dar uma nova cara ao esporte no país.
 
O Brasil superou todos os adversários com um ataque devastador e uma defesa impiedosa e, de uma forma memorável e invicta, encarou a Holanda na grande final. Em aproximadamente 1h50 de partida derrotou os adversários por 3 sets a 0 (parciais de 15/12, 15/8 e 15/5) e conquistou o tão aguardado ouro olímpico. A partir desse dia, a elite do vôlei ganhou o Brasil como novo participante, colocando-o de vez entre os maiores do mundo.
 
“A conquista da medalha de prata da Seleção Masculina de Voleibol, oito anos antes, em Los Angeles 1984, preparou a geração de ouro de Barcelona. Ver o Brasil conquistar a tão sonhada medalha de ouro olímpica, além da alegria de proporcionar aquele momento tão especial ao torcedor brasileiro, foi também uma realização pessoal. Um sentimento de alívio e de dever cumprido, por ver a coroação de um projeto para o voleibol brasileiro. A coragem, determinação, amor à camisa e espírito de equipe daqueles jovens campeões serviram de exemplo para o todo o esporte brasileiro”, afirma Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), e, à época, presidente da Confederação Brasileira de Voleibol.
 
Foi também para Barcelona 1992 que Nuzman convocou José Roberto Guimarães como técnico da seleção masculina. José Roberto ajudou a levar a equipe de vôlei ao alto do pódio e viria a repetir esse feito outras duas vezes. Em Pequim 2008 e Londres 2012, ambas com a seleção feminina.
 
Vôlei masculino em Barcelona 92
 
Equipe: Marcelo Negrão, Jorge Édson, Giovane, Paulão, Mauricio Lima, Janelson, Douglas Chiarotti, Carlão, Talmo, Pampa, Tande e Amauri Ribeiro.
Técnico: José Roberto Guimarães
 
Campanha:
8 vitórias e 0 derrotas
 
Brasil 3 x 0 Coreia do Sul 
15/13, 16/14, 15/7
 
Brasil 3 x 1 CEI (Comunidade dos Estados Independentes – Países que surgiram com o fim da União Soviética)
15/6, 15/7, 9/15, 16/14
 
Brasil 3 x 0 Holanda
15/11, 15/9, 15/4
 
Brasil 3 x 1 Cuba
15/6, 15/8, 12/15, 15/8
 
Brasil 3 x 0 Argélia
15/8, 15/13, 15/9
 
Brasil 3 x 0 Japão
15/12, 15/5, 15/12
 
Brasil 3 x 1 EUA 
12/15, 15/8, 15/9, 15/12
 
Brasil 3 x 0 Holanda
15/12, 15/8, 15/5
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook