Marcelo Melo busca primeiro título no US Open e o terceiro de Grand Slam

Kubot e Melo marcaram 2 sets a 1 na semifinal  / Foto: Pete Staples / USTAKubot e Melo marcaram 2 sets a 1 na semifinal / Foto: Pete Staples / USTA

São Paulo - Com muita vibração, após quase três horas de uma difícil semifinal, Marcelo Melo e Lukasz Kubot comemoraram nesta quinta-feira (6) a vaga na final do US Open, derrotando Radu Albot, da Moldávia, e Malek Jaziri, da Tunísia, que vinham surpreendendo no torneio em Nova Iorque (EUA). 
 
Marcelo decidirá um Grand Slam pela quarta vez na carreira e a primeira no US Open, buscando seu terceiro título – foi campeão (2017) e vice (2013) em Wimbledon e campeão (2015) em Roland Garros. Kubot já foi campeão em Wimbledon (2017) e no Australian Open (2014). A decisão será nesta sexta-feira (7), às 13h (horário de Brasília).
 
Melo e Kubot – cabeças de chave número 7 - venceram Albot e Jaziri por 2 sets a 1, parciais de 7/6 (7-3), 3/6 e 6/3, em 2h46min, no Louis Armstrong Stadium, e enfrentam na decisão os ganhadores da outra semifinal, entre Mike Bryan e Jack Sock (EUA) – cabeças 3 -  e Juan Sebastian Cabal e Robert Farah (Colômbia) – cabeças 5.
 
“Estou muito feliz de chegar a esta final pela primeira vez aqui no US Open. Jogamos muito bem hoje. Agora é comemorar esta vitória e tranquilizar, para ir com força total amanhã (sexta) em busca desse título. Mais uma vez quero agradecer o apoio dos brasileiros, torcendo por nós”, comemorou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.
 
A vaga para a final foi conquistada em um jogo muito difícil e equilibrado, definido nos detalhes, diante de uma dupla que surpreendeu no torneio, entrando na chave em função da desistência dos espanhóis Pablo Carreño e Guillermo Garcia-Lopez e chegando até a semifinal. O primeiro set foi decidido apenas no tie break, quando Melo e Kubot impuseram seu favoritismo e, com confiança, não deram chances aos adversários, marcando 7/6 (7-3).
 
Na segunda série, Albot e Jaziri acabaram levando a melhor e venceram por 6/3. No terceiro set Melo e Kubot voltaram a mostrar maior domínio, impondo seu favoritismo e, com um break no quarto game, abriram na sequência 4/1 para fechar a série em 6/3 e chegar à inédita decisão em Nova Iorque, para buscar o segundo título da dupla em Grand Slam. 
 
45 partidas, 29 vitórias e dois títulos na temporada  – O brasileiro Marcelo Melo, 34 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 36 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada 2017. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016.
 
Em 2018, foram dois títulos, com a disputa de 45 jogos e 29 vitórias - quatro em Sidney, campeões do ATP 250, três no Australian Open, em Melbourne, ambos na Austrália, uma no ATP 500 de Roterdã, na Holanda, uma no Rio Open, no Rio de Janeiro, uma no ATP 500 de Barcelona, na Espanha, duas no ATP 250 de Munique, na Alemanha, uma no Masters 1000 de Madri, na Espanha, uma no Masters 1000 de Roma, na Itália, duas em Roland Garros, duas no ATP 250 de S-Hertogenbosch, com Marcelo atingindo 450 vitórias na carreira, na estreia na Holanda, quatro no ATP 500 de Halle, com a conquista do bi na Alemanha, uma na estreia em Wimbledon, uma no Masters 1000 de Cincinnati e cinco no US Open.
 
No ranking mundial individual de duplas, Melo ocupa atualmente a 14ª colocação, com Kubot em décimo terceiro. Eles empatam em número de pontos, 4.680, mas pelo primeiro critério de desempate - torneios disputados ao longo de 52 semanas -, o mineiro tem uma competição a mais. O líder do ranking é o norte-americano Mike Bryan, com 8.115 pontos.
 
Já no ranking mundial de duplas, Melo e Kubot estão na nona colocação, com 2.370 pontos. O ATP Doubles Team Race define, ao final da temporada, as oito melhores parcerias para a disputa do ATP Finals, encerrando o ano. Os líderes são o austríaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic, com 6.590.
 
Veja Também: 
 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook