Melo e Kubot avançam para a segunda rodada do US Open

Marcelo, focado em um bom resultado no Grand Slam   / Foto: DivulgaçãoMarcelo, focado em um bom resultado no Grand Slam / Foto: Divulgação

São Paulo - Marcelo Melo e Lukasz Kubot estão na segunda rodada do US Open, em Nova Iorque (EUA). Nesta quinta-feira (30), na estreia, derrotaram o mexicano Hans Hach Verdugo e o sueco Andreas Siljestrom por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 7/6 (7-2), em 1h25min. 
 
erdugo e Siljestrom substituíram o canadense Vasek Pospisil e o espanhol Fernando Verdasco, que desistiram da chave. Os próximos adversários de Melo e Kubot - cabeças de chave número 7 - no Grand Slam serão o indiano Divij Sharan e o neozelandês Artem Sitak, em jogo com dia e horário a serem definidos. Esta é a 12ª participação de Marcelo Melo no Grand Slam norte-americano, torneio em que foi duas vezes semifinalista – em 2013 e 2014.
 
Melo e Kubot começaram o jogo abrindo 3 a 0, com uma quebra logo no segundo game. E tiveram a chance de fazer 4 a 0, mas os adversários reagiram, marcaram 3 a 1, devolveram o break e deixaram tudo igual. Melo e Kubot não se abalaram. Mantiveram a confiança e voltaram a comandar o jogo, com nova quebra para fazer 5/3 e fechar em 6/3, encerrando o primeiro set com um ace de Marcelo.
 
O segundo set foi muito equilibrado, com as duas duplas mantendo os seus serviços, levando a definição para o tie break. Aí Melo e Kubot, mais uma vez, impuseram seu jogo, não dando chances de reação aos adversários. Marcaram 7-2 para ganhar por 7/6 (7-2) e comemorar a primeira vitória no US Open e avançar para a segunda rodada. 
 
Quarenta e uma partidas, 25 vitórias e dois títulos na temporada  – O brasileiro Marcelo Melo, 34 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 36 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada 2017. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016.
 
Em 2018, até agora, foram dois títulos, com a disputa de 41 jogos e 25 vitórias - quatro em Sidney, campeões do ATP 250, três no Australian Open, em Melbourne, ambos na Austrália, uma no ATP 500 de Roterdã, na Holanda, uma no Rio Open, no Rio de Janeiro, uma no ATP 500 de Barcelona, na Espanha, duas no ATP 250 de Munique, na Alemanha, uma no Masters 1000 de Madri, na Espanha, uma no Masters 1000 de Roma, na Itália, duas em Roland Garros, duas no ATP 250 de S-Hertogenbosch, com Marcelo atingindo 450 vitórias na carreira, na estreia na Holanda, quatro no ATP 500 de Halle, com a conquista do bi na Alemanha, uma na estreia em Wimbledon, uma no Masters 1000 de Cincinnati e uma no US Open.
 
Em 2017, a dupla Melo e Kubot disputou 24 torneios, conquistou seis títulos, venceu 51 jogos, com apenas 18 derrotas. Entre essas vitórias estão a 400ª da carreira do brasileiro, obtida na estreia em Roland Garros.
 
No ranking mundial individual de duplas, Melo ocupa atualmente a décima quarta colocação, com Kubot em décimo terceiro. Eles empatam em número de pontos, 4.680, mas pelo primeiro critério de desempate - torneios disputados ao longo de 52 semanas -, o mineiro tem uma competição a mais. O líder do ranking é o norte-americano Mike Bryan, com 8.115 pontos.
 
Já no ranking mundial de duplas, Melo e Kubot estão na nona colocação, com 2.370 pontos. O ATP Doubles Team Race define, ao final da temporada, as oito melhores parcerias para a disputa do ATP Finals, encerrando o ano. Os líderes são o austríaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic, com 6.590.
 
Veja Também: 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook