Presidente da CBT aprova mudanças na Copa Davis

Rafael Westrupp acompanhou in loco a votação na Assembleia da ITF / Divulgação CBTRafael Westrupp acompanhou in loco a votação na Assembleia da ITF / Divulgação CBT

EUA - O presidente da Confederação Brasileira de Tênis, Rafael Westrupp, acompanhou in loco a votação na Assembleia da ITF que definiu os novos rumos da Copa Davis, nesta quinta-feira, em Orlando, nos Estados Unidos. 
 
A proposta de mudança encabeçada pelo presidente da ITF, o norte-americano David Haggerty, teve 71% de aprovação - eram necessários ao menos dois terços dos votos das federações nacionais. 
 
As mudanças já começam a valer para a próxima temporada. A principal delas é a disputa do Grupo Mundial em local único e durante uma semana, com 18 times, além do investimento de US$ 120 milhões anuais do Grupo Kosmos, fundado e presidido pelo jogador do Barcelona Gerard Piqué, por um período de 25 anos, totalizando um aporte de aproximadamente 3 bilhões de dólares.
 
“Estes três dias de discussões, durante as reuniões de apresentação e debates acerca das mudanças na Copa Davis, foram importantíssimos para clarificar a proposta da ITF. Estamos num momento crucial do tênis mundial, onde o tênis profissional evoluiu muito em termos financeiros, e na qual as remunerações da Copa Davis aos jogadores e subsídios financeiros para gastos com infraestrutura não acompanharam esta evolução", avaliou Westrupp. 
 
"Os investimentos oriundos das mudanças da Copa Davis irão proporcionar uma maior chance de viabilidade econômica para a realização dos eventos de Copa Davis, ficarão mais atrativos para que os jogadores voltem a jogar e, sobretudo, trata de uma nova possibilidade para que as Confederações possam investir ainda mais na base e formação de novos atletas", destacou o presidente da CBT.
 
O que muda na Copa Davis para 2019
 
Criação de um evento qualificatório com 24 equipes em uma disputa com jogos dentro e fora de casa em fevereiro, com os países vencedores avançando às finais e as nações perdedoras indo para o Zonal
 
- Disputa do Grupo Mundial em local único e durante uma semana, com 18 times, sendo 12 definidas pela qualificação, mais os quatro semifinalistas do ano anterior e dois convidados. 
 
- Os confrontos na fase final terão dois jogos de simples e um de duplas, em um único dia. Os duelos do evento classificatório e os Zonais I e II contarão com quatro partidas de simples e uma de dupla, disputados em dois dias. 
 
- Em todos os níveis da competição, os jogos de simples serão em melhor de três sets e tiebreak. Já a dupla será melhor de três, com o terceiro set sendo um match-tiebreak.
 
- Aporte anual de US$ 120 milhões do Grupo Kosmos por um período de 25 anos e totalizando aproximadamente um investimento de 3 bilhões de dólares, sendo US$ 20 milhões em premiação para os jogadores, US$ 25 milhões para a ITF, para investimento na formação e nas novas gerações, e os demais valores são destinados às federações nacionais que sediarão a Copa Davis, para organização, infraestrutura e investimento no tênis de cada país.
 
Veja Também: 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook