Melo e Kubot vencem mais uma e buscam vaga nas quartas em Roland Garros

Dupla jogou cinco semanas seguidas no saibro europeu / Foto: DivulgaçãoDupla jogou cinco semanas seguidas no saibro europeu / Foto: Divulgação

França - Marcelo Melo e Lukasz Kubot garantiram nesta sexta-feira (1) a segunda vitória no torneio de Roland Garros, em Paris, na França. Repetindo as mesmas parciais da estreia, a dupla cabeça de chave número 1 do Grand Slam derrotou os espanhóis Roberto Carballes Baena e Guillermo Garcia-Lopez por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 7/5, em 1h39min, avançando para as oitavas de final.
 
Melo e Kubot voltam a jogar neste sábado (2), em busca de uma vaga nas quartas de final, enfrentando o indiano Rohan Bopanna e o francês Edouard Roger-Vasselin, cabeças 13. Será a quarta partida da programação da quadra 7, com início por volta das 11h (horário de Brasília). Nesta temporada, eles jogaram uma vez contra Bopanna e Roger-Vasselin, vencendo na semifinal do ATP 250 de Sidney, na Austrália, torneio em que foram campeões.
 
"Muito feliz, de novo, com a vitória de hoje. E especialmente pelo segundo set, no qual tivemos match point e não conseguimos fechar. Mas ficamos firmes. Eles saíram com vantagem no outro game, para quebrar. Recuperamos e, depois, quebramos já direto. Isso mostra que estamos jogando bem, voltamos a encontrar o caminho em momentos difíceis e conseguindo colocar isso em prática. Então vamos com tudo para o próximo jogo, amanhã (sábado), tentando manter da mesmo forma, que aí temos boa chance", explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.
 
Mais um dia de quebras em momentos decisivos - A segunda partida de Melo e Kubot em Paris começou muito equilibrada, com as duas duplas mantendo seus serviços até o nono game. Na frente do placar, com 5/4, eles repetiram o que já haviam feito na estreia e conseguiram o break em momento importante e decisivo, fechando em 6/4 para vencer o primeiro set.
 
Na segunda série, após empate em 1/1, Melo e Kubot superaram um longo e disputado game, para manter o serviço e fazer 2/1. O set seguiu equilibrado. Quando venciam por 5/4, tiveram a chance de fechar a partida, mas Baena e Garcia-Lopez salvaram. Melo e Kubot não se abalaram, nem mesmo com a vantagem inicial da dupla adversária na sequência, quando sacavam. Confirmaram o serviço e a vitória veio, então, no décimo segundo game, quando quebraram para marcar 7/5 e avançar no torneio.
 
Melo tem um título em Roland Garros, conquistado em 2015, quando jogava com o croata Ivan Dodig - um dos dois Grand Slam da sua carreira, tendo sido, depois, campeão do torneio de Wimbledon em 2017, com Kubot.
 
No ranking mundial individual de duplas, Melo ocupa atualmente a quarta colocação,  com Kubot em terceiro. Eles empatam em número de pontos, 7.050, mas pelo primeiro critério de desempate - torneios disputados ao longo de 52 semanas -, o mineiro tem uma competição a mais - 25 contra 24 de seu parceiro polonês. O líder do ranking é o croata Mate Pavic, com 7.130 pontos, seguido do austríaco Oliver Marach, com 7.080. Marcelo é o recordista brasileiro em número de semanas no topo do ranking ao longo da carreira, com 56.
 
Vinte e cinco partidas, 16 vitórias e o primeiro título da temporada em Sidney – O brasileiro Marcelo Melo, 34 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 35 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada 2017. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Em 2017, a dupla Melo e Kubot disputou 24 torneios, conquistou seis títulos, venceu 51 jogos, com apenas 18 derrotas. Entre essas vitórias está a 400ª da carreira do brasileiro, obtida na estreia em Roland Garros.
 
Em 2018, até agora, foram 25 jogos e 16 vitórias - quatro em Sidney, com o título do ATP 250, três no Australian Open, em Melbourne, ambos na Austrália, uma no ATP 500 de Roterdã, na Holanda, uma no Rio Open, no Rio de Janeiro, uma no ATP 500 de Barcelona, na Espanha, duas no ATP 250 de Munique, na Alemanha, uma no Masters 1000 de Madri, na Espanha, uma no Masters 1000 de Roma, na Itália, e duas em Roland Garros.
 
Recordes em 2018 - Neste ano, Melo passou a ser o tenista brasileiro com maior número de semanas no topo do ranking - 56 - e, também, o recordista brasileiro em número de títulos da ATP, com 29. Desde 2017, quando encerrou a temporada como número 1, até agora, ficou 30 semanas – 25 consecutivas - como líder (13 no ano passado e 17 em 2018). Antes, ele ocupou a liderança pela primeira vez em 2015, por 22 semanas, também virando o ano na frente, e voltou ao primeiro lugar por mais quatro semanas a partir de maio de 2016. Em março foi eleito atleta do ano pelo COB (Comitê Olímpico do Brasil).
 
Principais conquistas na carreira - Entre os 29 títulos de Melo na carreira, todos em duplas, dois são Grand Slam – Roland Garros, na França (2015) e Wimbledon, em Londres (2017) e oito Masters 1000, além de cinco ATP 500 e 14 ATP 250. Com a conquista em Sidney, pelo 12º ano consecutivo comemora ao menos um título por temporada.
 
O primeiro título em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam - Roland Garros 2015 e Wimbledon 2017 -, além de um vice em Londres (2013) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Paris, em novembro de 2017, chegou ao oitavo, depois de ganhar Shangai (2013 e 2015), Paris (2015), Toronto (2016), Cincinnati (2016), Miami (2017) e Madri (2017).
 
Primeiro título na temporada 2018
ATP 250 – Sidney (Austrália), rápida
 
Principais resultados em 2017 (24 torneios):
6 títulos: (conquistados em três pisos diferentes):
Grand Slam - Wimbledon, Londres (Inglaterra), grama 
Masters 1000 - Paris (França), rápida; Madri (Espanha), saibro; e Miami (EUA), rápida 
ATP 500 - Halle (Alemanha), grama 
ATP 250 - ‘s’Hertogenbosch (Holanda), grama 
 
4 vice-campeonatos:
ATP Finals – Londres (Inglaterra)
Masters 1000 - Shanghai (China), Indian Wells (EUA)
ATP 500 – Washington (EUA)
 
1 semifinal:
Masters 1000 - Cincinatti (EUA)
 
6 quartas de final:
ATP 1000 - Monte Carlo (Monaco), Roma (Itália)
ATP 500 - Roterdã (Holanda), Rio (Brasil), Viena (Áustria)
ATP 250 - Shenzhen (China) - disputado com o alemão Alexander Zverev
 
Veja Também: 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook