Bia Maia vence britânica e avança no WTA Premier de Miami

A brasileira voltou a superar a britânica Heather Watson / Foto: DivulgaçãoA brasileira voltou a superar a britânica Heather Watson / Foto: Divulgação

Estados Unidos - A brasileira Beatriz Haddad Maia voltou a superar a britânica Heather Watson nesta terça-feira, dia 10, três semanas após ter eliminado a europeia em Acapulco, e avançou no WTA Premier de Miami. Com uma atuação segura, desta vez, a canhota paulista venceu em sets diretos, com parciais de 7/6 (3) e 6/2, após 1h34 de partida.
 
“Como a gente já tinha feito a pré-temporada juntas e jogamos em Acapulco, eu já sabia que seria um jogo duro e tinha a minha tática bem clara. Hoje o meu saque foi fundamental, consegui me me manter tranquila, jogando solta. Primeira rodada nunca é fácil, dá um friozinho na barriga, mas lidei bem com isso e saí com a vitória”, avaliou  Bia, que também ressaltou o apoio da torcida.
 
“Aproveitei bastante a torcida, tinham muitos brasileiros e usei essa energia ao meu favor. É brasileiro por toda parte, sempre escuto ‘vamos Bia’. Aqui é muito parecido com o Rio, com as condições que eu treino. Fiquei feliz com a torcida e conto com o apoio no próximo jogo”, destacou.
 
Com o triunfo, Bia repete a campanha de 2017 em Miami. Na próxima rodada, a número 1 do Brasil e 64 do mundo enfrentará a chinesa Shuai Zhang, 30ª do ranking e cabeça 31 do torneio, em duelo inédito no circuito
 
“Nunca jogamos, mas sei que ela é sólida, joga mais por baixo, tem os dois lados bons. Agora é manter mais minha tática, pensar mais em mim, nas minhas armas e ver o que dá”, afirmou.
 
A vitória também faz com que Bia defenda os 35 pontos que tinha para serem descontados em Miami. Uma inédita chegada à terceira rodada de um torneio deste nível pode render 65 pontos à brasileira e aproximá-la da melhor marca de sua carreira, a 58ª colocação.
 
Rogerinho vence batalha e fura quali do Masters 1000 de Miami - O brasileiro Rogério Dutra Silva conquistou uma grande vitória nesta terça-feira e garantiu vaga na chave principal do Masters 1000 de Miami. O número 1 do Brasil e 115 do mundo venceu o canadense Peter Polansky, 126º colocado, por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 6/7 (7) e 6/4, após 2h40 de confronto, na segunda e última fase do qualificatório e disputará pela segunda vez na carreira um torneio deste nível. 
 
Rogerinho chegou a estar em desvantagem de 1/3 no terceiro e decisivo set, antes de conseguir uma incrível virada. O paulista de 34 anos agora aguarda a definição do quali para saber quem será seu adversário na primeira fase após a realização do sorteio.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook