Brasil é vice-campeão do Zonal Americano I da Fed Cup

Delegação do Time Correios Brasil incentiva Bia Maia / Foto: Matheus Joffre/CBTDelegação do Time Correios Brasil incentiva Bia Maia / Foto: Matheus Joffre/CBT

Paraguai – O Time Correios Brasil conquistou o vice-campeonato no Zonal Americano I da Fed Cup, que foi disputado entre quarta-feira e sábado, no saibro de Assunção, no Paraguai. Após uma grande campanha, terminando a primeira fase invicta em primeiro lugar no Grupo B, a equipe brasileira acabou superada na final pelas donas da casa por 2 a 0 e adiou o sonho de disputar o playoff do Grupo Mundial II para 2019.
 
Comandado pelo capitão Fernando Roese e respaldado por um corpo técnico altamente profissional e qualificado, o Time Correios Brasil contou com as tenistas Beatriz Haddad Maia, Gabriela Cé, Nathaly Kurata e Luisa Stefanie. A delegação brasileira, que ainda contou a técnica Roberta Burzagli, o prepador físico Miguel Cantori, o fisioterapeuta Paulo Santos, o auxiliar de delegação Eduardo Nunes e o chefe de delegação Eduardo Frick, deixou o Paraguai neste domingo.
 
A equipe nacional abriu a campanha no saibro paraguaio com um triunfo por 2 a 1 sobre a Venezuela, depois aplicou 3 a 0 na Guatemala e conquistou uma vitória inédita sobre a Argentina por 2 a 1.
 
Na decisão contra o Paraguai, que teve um a dia a mais de descanso e contou com o apoio da torcida local, as meninas do Brasil foram guerreiras e lutaram até o último ponto. No primeiro jogo de simples, Nathaly Kurata foi superada por Montserrat Gonzalez por 6/1 e 6/3. 
 
Na segunda partida de simples, a número 1 do Brasil e 59 do mundo, Beatriz Haddad Maia, travou uma batalha de alto nível com Veronica Ceped, 84. Após 3h30 de duração e mais 3h de espera por conta da chuva, que interrompeu o duelo ainda no primeiro set, Bia chegou a salvar três match points, mas cedeu a vitória no tie-break, por 6/7 (2-7), 7/5 e 7/6 (11-9). Antes disso, a paulista havia entrado em quadra outras cinco vezes e vencido seus três jogos de simples e dois de duplas.
 
"Foi mais um sonho realizado, mais uma vez poder vestir a camisa do Brasil. Acho que todos os dias criamos uma energia legal e lá dentro da quadra fui tirando tudo o que eu podia. Infelizmente, não saímos com o resultado que queríamos, mas foi uma semana muito especial. Acho que talvez foi uma das melhores noites minhas dentro de uma quadra de tênis, foi muita emoção, uma tinha que perder, infelizmente, o Brasil perdeu. Agora é ver o que erramos para corrigir e fazer melhor na próxima vez", avaliou a tenista que se prepara agora para a gira de Acapulco.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook