Thiago Wild é outro brasileiro a ganhar convite para o Rio Open Qualifying

Thiago Wild entra no qualifying do Rio Open / Foto: Mark Metcalfe/Getty ImagesThiago Wild entra no qualifying do Rio Open / Foto: Mark Metcalfe/Getty Images

Rio de Janeiro - Como é tradição em todas as edições do Rio Open Qualifying, as principais esperanças do tênis brasileiro são escolhidas pela organização do torneio para ganhar experiência e competir entre os melhores do circuito no Jockey Club Brasileiro. Neste ano, Thiago Wild, 17 anos e oitavo melhor juvenil do mundo, representará a nova geração nacional na fase classificatória para o maior torneio de tênis da América do Sul. O Rio Open Qualifying acontece nos dias 17 e 18, a partir das 16h, com entrada gratuita para o público.
 
Wild foi premiado pela organização depois de conquistar no profissional resultados importantes para quem ainda compete no circuito juvenil. Há três meses, o paranaense surpreendeu ao conquistar na Turquia o seu primeiro título na categoria Future. O bom momento foi concretizado na semana seguinte, ao eliminar o chileno então 99o da ATP, Nicola Jarry, em evento da série Challenger realizado no Rio de Janeiro.
 
"Faz parte do nosso planejamento oferecer aos nossos jovens tenistas esta sonhada e riquíssima oportunidade de competir, treinar e respirar o mundo do tênis em seu mais alto nível. O Thiago Wild é bastante jovem, está em um momento de amadurecimento na carreira e essa experiência vai ajuda-lo a evoluir como jogador, além de sentir o que é o circuito", disse Luiz Procopio Carvalho, diretor do Rio Open Qualifying.
 
Ao longo da temporada passada no juvenil, Wild chegou a ser campeão Sul-Americano, finalista do tradicional Banana Bowl na categoria 18 anos, e campeão do prestigiado torneio italiano Cittá di Santa Croce, que fez parte da formação de 15 campeões de Grand Slam como Andy Murray, Gustavo Kuerten, Caroline Wozniacki, Flavia Penetta e outras estrelas. Para ajudar, Wild chegará ao Jockey Club Brasileiro com a experiência de quem na semana passada integrou a equipe brasileira no Zonal Americano da Copa Davis, em duelo vencido fora de casa contra a República Dominicana.
 
"O Wild Card no Rio Open Qualifying é muito importante pra mim, além de eu ter a chance de estar jogando o maior torneio da América do Sul, será meu primeiro ATP Tour, muito legal até porque vou jogar no meu país, vou ter experiências novas, jogando contra jogares melhores e de ranking mais alto, mas mesmo assim espero ter um bom torneio. Agradeço muito a oportunidade aos organizadores do Rio Open, porque gosto de jogar aqui no Rio, gosto das condições climáticas, do jogo, e espero poder aproveitar bem esse convite e quem sabe fazer uma boa campanha.", falou Wild.
 
O Rio Open qualifying acontece no Jockey Clube Brasileiro e tem entrada gratuita para o público entre os dias 17 e 18 de fevereiro. Além de Wild, a chave do torneio classificatório apresenta destaques internacionais, como o norte-americano Tennis Sandgreen, quadrifinalista do Australian Open e o brasileiro Thiago Monteiro.
 
A fase classificatória do ATP World Tour 500 é composta por 16 jogadores. Treze entram direto pelo critério do ranking e outros três serão comtemplados pela organização com convites para jogar o qualifying.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook