Melo e Kubot são campeões mundiais ITF 2017

Campeões do torneio de Wimbledon / Foto: Felipe Castanheira/DivulgaçãoCampeões do torneio de Wimbledon / Foto: Felipe Castanheira/Divulgação

São Paulo - Marcelo Melo e Lukasz Kubot estão comemorando mais uma conquista nesta temporada. Após encerrar o ano como parceria número 1 do mundo, eles foram nomeados os campeões mundiais ITF 2017 em dupla masculina. O prêmio foi anunciado nesta sexta-feira (8) pela Federação Internacional de Tênis (ITF) e será entregue em um jantar, no dia 5 de junho de 2018, em Paris, na França, durante a realização do torneio de Roland Garros.
 
“Eu me sinto muito feliz e honrado por ser nomeado campeão mundial ITF. É algo que havíamos sonhado e que agora se torna realidade. Foi um ano magnífico para mim e o Lukasz, nossa primeira temporada jogando juntos. Terminar como parceria número 1 do mundo significa muito”, afirmou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.
 
Kubot também não escondeu a alegria. “Quando formamos a dupla este ano, o objetivo era chegar ao ATP Finals. Desde o começo buscamos encontrar uma estratégia que nos ajudasse a ganhar confiança. Todos os pequenos detalhes convergiram e conseguimos grandes resultados. E já estamos pensando na próxima temporada”, observou.
 
A ITF destacou a grande temporada de Melo e Kubot, em que se tornaram a dupla número 1 do mundo após vitória na estreia do ATP Finals, em Londres, na Inglaterra. Melo terminou o ano, também, como líder do ranking mundial individual de duplas, com Kubot na segunda colocação. Em sua primeira temporada juntos, Melo e Kubot conquistaram seis títulos e chegaram a 10 finais. Entre eles, o de campeões de duplas do tradicional torneio de Wimbledon.
 
O espanhol Rafael Nadal e a espanhola Garbiñe Muguruza receberão o prêmio como campeões mundiais ITF 2017 respectivamente em simples masculina e feminina. Já a dupla feminina premiada é a formada pela chinesa Chan Yun-Jan e a suíça Martina Hingis.
 
Marcelo chegou ao Brasil esta semana, depois de alguns dias de férias. Ele ficou três dias em São Paulo para cumprir compromissos com patrocinadores e fez uma coletiva na quarta-feira (6) na loja da Centauro do Shopping Anália Franco. Na quinta-feira (7) viajou para Florianópolis e participou do Encontro Nacional de Tênis, promovido pela Confederação Brasileira de Tênis, e que reuniu esta semana os principais nomes do esporte e os melhores juvenis do País. Ele ficará no Brasil até o final do mês e depois segue para a Oceania para iniciar a temporada 2018. Disputará o Torneio de Sidney, a partir de 8 de janeiro, e em seguida o Aberto da Austrália.
 
Números da temporada 2017, seis títulos e 51 vitórias - O mineiro Marcelo Melo, 34 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 35 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Em 2017, a dupla Melo e Kubot disputou 24 torneios, conquistou seis títulos, venceu 51 jogos, com apenas 18 derrotas. Entre essas vitórias está a 400ª da carreira do brasileiro, obtida na estreia em Roland Garros. Melo, que encerrou o ano como número 1 do mundo, ocupou a liderança do ranking mundial individual de duplas pela primeira vez em 2015 e soma até agora, ao longo de sua carreira, 32 semanas no topo.
 
Recordista brasileiro em número de títulos - Marcelo Melo é o tenista brasileiro com maior número de títulos: 28, sendo oito Masters 1000.
 
Principais conquistas na carreira: o primeiro título em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam - Roland Garros 2015 e Wimbledon 2017 -, além de um vice em Londres (2013) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Paris, em novembro deste ano, chegou ao oitavo, depois de ganhar Shangai (2013 e 2015), Paris (2015), Toronto (2016), Cincinnati (2016), Miami (2017) e Madri (2017).
 
Principais resultados em 2017 (24 torneios):
 
6 títulos: (conquistados em três pisos diferentes)
Grand Slam - Wimbledon, Londres (Inglaterra), grama 
Masters 1000 - Paris (França), rápida; Madri (Espanha), saibro; e Miami (EUA), rápida 
ATP 500 - Halle (Alemanha), grama 
ATP 250 - ‘s’Hertogenbosch (Holanda), grama 
 
4 vice-campeonatos
ATP Finals – Londres (Inglaterra)
Masters 1000 - Shanghai (China), Indian Wells (EUA)
ATP 500 – Washington (EUA)
 
1 semifinal
Masters 1000 - Cincinatti (EUA)
 
6 quartas de final
ATP 1000 - Monte Carlo (Monaco), Roma (Itália)
ATP 500 - Roterdã (Holanda), Rio (Brasil), Viena (Áustria)
ATP 250 - Shenzhen (China) - disputado com o alemão Alexander Zverev
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook