Duplista número um do Brasil e do mundo participam de Encontro Nacional

Marcelo Melo e Bia Haddad Maia foram os destaques do quarto dia do evento, que ainda contou com a presença de Guga e reuniu campeões de Roland Garros / Foto: DivulgaçãoMarcelo Melo e Bia Haddad Maia foram os destaques do quarto dia do evento, que ainda contou com a presença de Guga e reuniu campeões de Roland Garros / Foto: Divulgação

Florianópolis - O quarto dia do Encontro Nacional de Tênis, realizado pela Confederação Brasileira de Tênis, de segunda a sexta-feira, em Florianópolis, reuniu dois dos principais tenistas do país na atualidade: o duplista número 1 do mundo, Marcelo Melo, e a número 1 do Brasil de simples e duplas, Beatriz Haddad Maia. O fim do dia ainda proporcionou um encontro memorável entre Melo e Gustavo Kuerten, que somados têm cinco títulos de Grand Slam, sendo quatro Roland Garros.
 
O mineiro, campeão de Roland Garros, em 2015, e de Wimbledon, este ano, jogou alguns games com os juvenis da categoria 12 anos, nas quadras rápidas da Federação Catarinense de Tênis, que divide o espaço com a CBT, e foi o centro das atenções na tarde desta quinta-feira. 
 
"Foi bem legal poder compartilhar esse momento com eles. Eu puder jogar alguns games de duplas com a criançada, com a turma, eu achei muito bacana porque eles sempre queriam jogar mais um. Eu que fico fora a maior parte do tempo, é bem legal compartilhar um pouquinho da minha experiência com eles, então foi muito bom", afirmou Marcelo, que também ressaltou a importância do evento, que reúne alguns dos principais tenistas da nova geração e treinadores de ponta do tênis brasileiro.
"É muito importante estarmos sempre juntos, quanto mais encontros tivermos melhor será para o tênis, vários atletas, ex-atletas e treinadores aqui presentes. Outros países fazem isso e temos que continuar fazendo também", avaliou.
 
Já a paulista, que atingiu o top 100 pela primeira vez em 2017 e é a atual número 71 do ranking mundial, vive grande momento na carreira e fez questão de ressaltar a importância da CBT em sua formação e de valorizar o evento, que é voltado, principalmente, para os tenistas da nova geração. Bia recebe o apoio da CBT desde o juvenil, assim como o cearense Thiago Monteiro. Ela foi confirmada, nesta quarta-feira, na chave principal do Australian Open, que começa no dia 15 de janeiro, e disputará o quarto Grand Slam de sua carreira. Em 2017, ela furou o quali e jogou Roland Garros e depois entrou direto em Wimbledon, onde passou para a segunda rodada, e no US Open.
 
"Estou super animada. As quadras estão cheias, com vários treinadores e essa garotada, que são as novas caras do tênis brasileiro. É importante termos esse contato com o pessoal de todas as regiões do Brasil, que é gigante. Muitas vezes, cada um no seu cantinho tenta correr atrás do mesmo objetivo, então essa troca de informação é muito boa e agrega de forma positiva no trabalho um do outro. É uma grande iniciativa da CBT", afirmou a tenista, que treinou o dia todo com os juvenis nas quadras rápidas da CBT. "O ano de 2017 foi bem especial para mim, um ano que deu pra ver que eu, realmente, posso acreditar em mim, que o meu nível de tênis pode evoluir muito. Estou começando a entender melhor o jogo, dentro e fora da quadra, estou mais tranquila, acho que isso também fez uma diferença. Graças também ao trabalho do German (Gaich, técnico), do Paulo e do Alex, que é o preparador da Tenis Route, toda a equipe da Tenis Route e da CBT, que me apoia desde os meus oito, nove anos, e que faz com que esse sonho seja possível", destacou Bia, que iniciará a próxima temporada na gira da Austrália, com os WTA de Auckland e Hobart, e, depois, o Australian Open.
 
O fim da tarde ainda proporcionou um encontro entre dois fenômenos do tênis brasileiro: Gustavo Kuerten e Marcelo Melo. Os dois, que somados têm cinco títulos de Grand Slam, sendo quatro Roland Garros, foram a cereja do bolo do quarto dia do evento e posaram para diversas fotos com os tenistas da nova geração. "É um privilégio que o país tem, tive a felicidade de ser campeão de Roland Garros e número 1 do mundo, assim como o Guga. O Brasil tem campeão de Roland Garros e número 1 do mundo tanto na simples, quanto nas duplas, e foi muito legal reunir isso aqui nesse encontro da CBT", destacou.
 
 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook