Melo é bicampeão no Masters 1000 de Paris

Foi o sexto título em 2017 - o terceiro em torneios ATP 1000, ao lado do parceiro polonês Lukasz Kubot, somando agora oito conquistas Masters na carreira e 28 no total / Foto: DivulgaçãoFoi o sexto título em 2017 - o terceiro em torneios ATP 1000, ao lado do parceiro polonês Lukasz Kubot, somando agora oito conquistas Masters na carreira e 28 no total / Foto: Divulgação

Paris - Calma nos pontos decisivos, muita confiança, belas jogadas e muita comemoração. O mineiro Marcelo Melo é bicampeão do Masters 1000 de Paris.
 
Ao lado do polonês Lukasz Kubot derrotou neste domingo (5) a dupla Ivan Dodig (Croácia) e Marcelo Granollers (Espanha), por 2 sets a 1, parciais de 7/6 (7-5), 3/6 e 10-6, em 1h55min de jogo, para vencer mais uma vez na capital francesa. Foi o primeiro título em Paris com Kubot. Melo havia sido campeão em 2015, quando seu parceiro era o croata Dodig, adversário este ano. 
 
"Estamos muito felizes por mais um título de Masters 1000. Mantivemos a calma. Não estamos encontrando tantas chances de quebrar. Tivemos a oportunidade, mas não conseguimos converter. Mas o importante foi usar toda a nossa experiência e aquilo que eu vinha falando durante o torneio, no match tie break, que conseguimos e foi fundamental para nós. Só coisa positiva esta semana e vamos chegar com muita confiança para o Finals em Londres", comemorou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.
 
Cabeças de chave número dois, eles mostraram um jogo consistente ao longo de todo o torneio. Mais que isso, na final, após perder o segundo set e estar em desvantagem no match tie break, usaram toda a confiança e contaram com muita calma e jogadas de destaque de Marcelo para virar e comemorar em Paris.
 
Paris foi o sexto título da dupla em 2017, o terceiro em Masters 1000 - ganharam também Miami e Madri. Melo soma, agora, oito conquistas de nível Masters, a segunda na capital francesa, com um total de 28 títulos em sua carreira, recorde entre tenistas brasileiros.  
 
A partir do dia 12, Melo e Kubot voltam à quadra, como dupla número um do mundo, para a disputa do ATP Finals, que reúne as oito melhores parcerias da temporada, em Londres, na Inglaterra. Melo e Kubot somam 8.600 pontos, contra 7.330 da dupla segunda colocada, o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers. 
 
O jogo decisivo - A final deste domingo, em Paris, foi marcada pela fantástica recuperação de Melo e Kubot no match tie break, após vencerem o primeiro set - no tie break (7/6 com 7-5) - e serem derrotados no segundo por 6/3, sofrendo uma única quebra. Melo e Kubot chegaram a estar perdendo por 5-2 no match tie break, viram os adversários abrirem 6/4, mas a partir daí ganharam todos os seis pontos seguintes para marcar 10-6 e comemorar o título. Entre as jogadas a serem destacadas na partida está um incrível voleio de Marcelo, em importante momento do jogo para buscar esse bicampeonato.
 
Na temporada, seis títulos e 48 vitórias - O mineiro Marcelo Melo, 34 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 35 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Em 2017, a dupla Melo e Kubot conquistou seis títulos, venceu 48 jogos, com apenas 16 derrotas. Entre essas vitórias está a 400ª da carreira do brasileiro, obtida na estreia em Roland Garros. Melo já ocupou por duas vezes o primeiro lugar no ranking mundial individual de duplas - em 2015 e 2017. Junto com Kubot é a atual dupla número 1 do mundo da temporada.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook