Melo e Kubot são vice-campeões no Masters 1000 de Xangai

Agora, a dupla volta aos treinos e inicia uma série de três torneios a partir do dia 23, começando por Viena, passando por Paris e disputando, na sequência, o ATP Finals. Eles seguem como a parceria número 1 do mundo na Corrida para Londres / Foto: DivulgaçãoAgora, a dupla volta aos treinos e inicia uma série de três torneios a partir do dia 23, começando por Viena, passando por Paris e disputando, na sequência, o ATP Finals. Eles seguem como a parceria número 1 do mundo na Corrida para Londres / Foto: Divulgação

China - Marcelo Melo e Lukasz Kubot são vice-campeões do Masters 1000 de Xangai, torneio encerrado neste domingo (15), na cidade de Xangai, na China. Cabeças de chave número 2, eles foram derrotados pelo finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers - cabeças 1 - por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 6/2, em 1h09min.
 
Com os pontos somados com o vice-campeonato, Melo e Kubot mantiveram a liderança na Corrida para Londres, o ATP Finals, que será disputado em novembro. Antes de seguir para a Inglaterra, dupla jogará dois torneios, a partir do dia 23, na Áustria e na França. 
 
"Eles realmente jogaram muito bem. Tentamos encontrar algumas saídas mas não conseguimos. Foram melhores. Tiveram todo o mérito da vitória. Estão muito bem este ano, ganharam também em Beijing, o segundo torneio seguido que vencem. Sabíamos que era uma partida difícil. Tivemos uma pequena chance no segundo set, para quem sabe abrir um break de vantagem, mas eles sacaram muito bem de novo. Por mais que o placar pareça que foi fácil, o jogo foi decidido nos detalhes. Eles foram mais sólidos e mereceram. Agora é seguir treinando para os próximos torneios", explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis. 
 
No primeiro set, o break conseguido por Kontinen e Peers no terceiro game garantiu a vitória aos adversários por 6/4. Melo e Kubot buscaram a reação na segunda série, tentando aproveitar uma chance de empatar e virar a partida, mas Kontinen e Peers, com duas quebras, no quinto e sétimo games, marcaram 6/2 para comemorar o título em Xangai. 
 
Agora, Viena - Este foi o terceiro torneio que Melo jogou na China, o primeiro Masters 1000. Antes, ele entrou na quadra no ATP 250 de Shenzhen e no ATP 500 de Pequim. A partir do próximo dia 23, Melo e Kubot iniciam nova série de três torneios, começando pelo ATP 500 de Viena, na Áustria. No dia 30, seguem para o Masters 1000 de Paris, na França. Depois, em novembro, disputam o ATP Finals, em Londres, na Inglaterra.
 
No ranking mundial individual de duplas, Melo ocupa o terceiro lugar, enquanto Kubot é o quarto. Juntos, Melo e Kubot lideram o ATP Doubles Team Race to London, já classificados para o ATP Finals, que reúne as oito melhores parcerias do ano, em novembro, em Londres, na Inglaterra. 
 
Na temporada, cinco títulos e 43 vitórias – O mineiro Marcelo Melo, 34 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 35 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Em 2017, a dupla Melo e Kubot venceu 43 jogos, com apenas 15 derrotas. Entre essas vitórias está a 400ª da carreira do brasileiro, obtida na estreia em Roland Garros.
 
Das 27 conquistas de Marcelo na carreira, recordista brasileiro em títulos, cinco foram nesta temporada. O primeiro em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Agora, tem dois Grand Slam - Roland Garros 2015 e Wimbledon 2017 -, além de um vice em Londres (2013) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Madri chegou ao sétimo, depois de ganhar Shangai (2013 e 2015), Paris (2015), Toronto (2016), Cincinnati (2016) e Miami (2017).
 
Este ano, Melo e Kubot comemoraram os títulos de dois Masters 1000 - Miami (Quadra Rápida) e Madri (Saibro) –, o ATP 250 de ‘s’Hertogenbosch, na Holanda (Grama), o ATP 500 de Halle, na Alemanha (Grama), e na grama de Wimbledon, em Londres, na Inglaterra.  Foram, assim, campeões em três diferentes pisos.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook