Melo vence ao lado de Zverev e enfrenta André Sá nas quartas de final na China

Jogando juntos pela primeira vez, derrotaram Hans Podlipnik-Castillo e Andrei Vasilevski / Foto: DivulgaçãoJogando juntos pela primeira vez, derrotaram Hans Podlipnik-Castillo e Andrei Vasilevski / Foto: Divulgação

China - A dupla Marcelo Melo/Alexander Zverev estreou com vitória no Shenzhen Open, torneio ATP 250 que está sendo disputado em Shenzhen, na China. Nesta quarta-feira (27), em sua primeira partida juntos, derrotaram Hans Podlipnik-Castillo (Chile) e Andrei Vasilevski (Bielorússia) por 7/6 (7-5) e 6/4, em 1h30min.
 
Agora, voltam à quadra nesta quinta-feira (28), em jogo válido pelas quartas de final. Na busca por um lugar nas semifinais, Melo e Zverev enfrentarão o também brasileiro André Sá e o israelense Dudi Sela. Na primeira rodada, Sá e Sela venceram o checo Roman Jebavy e o holandês Matwe Middelkoop por 7/5, 5/7 e 13/11.
 
A partida entre Melo/Zverev e Sá/Sela será a quarta da programação da Quadra 2. Como Zverev disputa também a chave de simples, o jogo deverá começar por volta de 8h desta quinta-feira (horário de Brasília).
 
Os mineiros Melo e Sá, hoje adversários, já foram parceiros entre 2007 e 2009. Este ano, eles se enfrentaram nas semifinais do Ricoh Open, em junho, na Holanda, com vitória de Melo, que foi campeão do torneio ao lado do polonês Lukasz Kubot. Sá teve como parceiro o neozelandês Michael Venus. Será o 14º confronto entre eles - Melo venceu sete até agora.
 
Jogo equilibrado - Marcelo Melo – terceiro no ranking mundial individual de duplas – e o alemão Alexander Zverev – quarto do mundo no ranking de simples da ATP – são grandes amigos e estão tendo a oportunidade de jogar juntos em Shenzhen. Nos próximos torneios na China – Beijing e Xangai, a partir da semana que vem, Melo voltará a formar parceria fixa com Kubot.
 
Cabeças de chave número 3, Melo e Zverev tiveram um início de jogo difícil diante de Castillo e Vasilevski. Com uma quebra para cada dupla, o primeiro set foi decidido apenas no tie break, com vitória de Melo e Zverev, que fecharam a série em 7/6 (7-5).
 
O segundo set também começou equilibrado, com as duas duplas mantendo os seus serviços até o empate em 4/4. No nono game, Melo e Zverev conseguiram a quebra, no saque de Castillo, para marcar 5/4. Na sequência, Zverev sacou e eles confirmaram a vitória na série por 6/4, comemorando a vaga nas quartas de final.
 
"Ficamos felizes por ter ganho. Afinal, fazia mais de um ano que falávamos de um dia jogar uma dupla juntos. Estamos aproveitando este momento, pois não sabemos quando teremos uma oportunidade como esta novamente. É sempre legal poder jogar com um amigo”, afirmou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.
 
Três torneios na China - No total, serão três torneios na China. Depois do Shenzhen Open, Melo e o polonês Kubot disputarão o China Open (ATP 500), a partir do dia 2 de outubro, em Beijing, e o Shanghai Rolex Masters (Masters 1000), que começa no dia 9 de outubro, em Xangai. Juntos, Melo e Kubot lideram o ATP Doubles Team Race to London e já estão classificados para o ATP Finals, que reúne as oito melhores parcerias do ano, em novembro, em Londres, na Inglaterra. 
 
Na temporada, cinco títulos e 40 vitórias - O mineiro Marcelo Melo, 34 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 35 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Em 2017, a dupla Melo e Kubot venceu 40 jogos, com apenas 13 derrotas. Entre essas vitórias está a 400ª da carreira do brasileiro, obtida na estreia em Roland Garros.
 
Das 27 conquistas de Marcelo na carreira, recordista brasileiro em títulos, cinco foram nesta temporada. O primeiro em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Agora, tem dois Grand Slam - Roland Garros 2015 e Wimbledon 2017 -, além de um vice em Londres (2013) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Madri chegou ao sétimo, depois de ganhar Shangai (2013 e 2015), Paris (2015), Toronto (2016), Cincinnati (2016) e Miami (2017).
 
Este ano, Melo e Kubot comemoraram os títulos de dois Masters 1000 - Miami (Quadra Rápida) e Madri (Saibro) –, o ATP 250 de ‘s’Hertogenbosch, na Holanda (Grama), o ATP 500 de Halle, na Alemanha (Grama), e na grama de Wimbledon, em Londres, na Inglaterra.  Foram, assim, campeões em três diferentes pisos.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook