Depois da Davis, Melo disputa três torneios na China

A partir do dia 25 deste mês, tenista mineiro jogará em Shenzhen, Beijing e Xangai / Foto: AELTC/Jed LeicesterA partir do dia 25 deste mês, tenista mineiro jogará em Shenzhen, Beijing e Xangai / Foto: AELTC/Jed Leicester

China - Após o confronto diante do Japão, defendendo o Brasil na Copa Davis, o mineiro Marcelo Melo permanecerá na Ásia para uma sequência de três torneios na China, em quadra rápida: Shenzhen Open (ATP 250), China Open (ATP 500) e Shanghai Rolex Masters (Masters 1000). As competições têm início na segunda-feira (25).
 
Melo disputará dois dos três torneios com seu parceiro, o polonês Lukasz Kubot: o ATP 500 em Beijing – de 2 a 8 de outubro - e o Masters 1000 em Xangai – de 9 a 15 de outubro. Antes, a partir do dia 25 deste mês, ele jogará em Shenzhen formando dupla com seu amigo, o alemão Alexander Zverev, 20 anos, atual número quatro do mundo no ranking de simples da ATP.
 
“São poucas as oportunidades de jogar com parceiros diferentes, já que tenho uma parceria fixa com o Kubot. Então, agora, surgiu esta chance com o Zverev e decidimos disputar, juntos, o torneio em Shenzhen. Tenho certeza que será bem legal essa experiência, poder estar lá com um grande amigo como ele. Aí, na sequência, volto a me reunir com Kubot em Beijing e Xangai”, afirma Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.
 
No ranking mundial individual de duplas, Melo é o atual número três do mundo. Kubot aparece em quarto. Juntos eles lideram o ATP Doubles Team Race to London, já classificados para o ATP Finals, que reúne as oito melhores parcerias do ano, em novembro, em Londres, na Inglaterra.
 
Na Davis, em confronto que terminou na madrugada desta segunda-feira (18), em Osaka, no Japão, a dupla formada por Marcelo e Bruno Soares conquistou o único ponto da equipe brasileira no confronto, que terminou com a vitória dos japoneses por 3 a 1.
 
Na temporada, cinco títulos e 40 vitórias – O mineiro Marcelo Melo, 33 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 35 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Em 2017, a dupla Melo e Kubot venceu 40 jogos, com apenas 13 derrotas. Entre essas vitórias está a 400ª da carreira do brasileiro, obtida na estreia em Roland Garros.
 
Das 27 conquistas de Marcelo na carreira, recordista brasileiro em títulos, cinco foram nesta temporada. O primeiro em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Agora, tem dois Grand Slam - Roland Garros 2015 e Wimbledon 2017 -, além de um vice em Londres (2013) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Madri chegou ao sétimo, depois de ganhar Shangai (2013 e 2015), Paris (2015), Toronto (2016), Cincinnati (2016) e Miami (2017).
 
Este ano, Melo e Kubot comemoraram os títulos de dois Masters 1000 - Miami (Quadra Rápida) e Madri (Saibro) –, o ATP 250 de ‘s’Hertogenbosch, na Holanda (Grama), o ATP 500 de Halle, na Alemanha (Grama), e na grama de Wimbledon, em Londres, na Inglaterra.  Foram, assim, campeões em três diferentes pisos.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook