Melo e Kubot estão fora do Masters 1000 de Cincinnati

Dupla perdeu para Soares e Murray na semifinal do torneio norte-americano e agora volta suas atenções para o US Open, último Grand Slam da temporada / Foto: DivulgaçãoDupla perdeu para Soares e Murray na semifinal do torneio norte-americano e agora volta suas atenções para o US Open, último Grand Slam da temporada / Foto: Divulgação

EUA - O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot foram derrotados neste sábado (19) pelo também mineiro Bruno Soares e o inglês Jamie Murray e estão fora do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos.
 
Em partida válida pelas semifinais do torneio, Melo e Kubot perderam por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 7/5, em 1h22min. Agora, voltam suas atenções para o US Open, quarto e último Grand Slam do ano, que será disputado a partir do dia 28 deste mês, em Nova Iorque.
 
A semifinal colocou frente a frente os dois tenistas brasileiros. As duplas já haviam jogado duas vezes este ano, com duas vitórias de Melo e Kubot, nas quartas de final de Miami – quando foram campeões - e nas semifinais de Indian Wells - no qual ficaram com o vice. 
 
Mas, desta vez, Melo e Kubot tiveram poucas oportunidades de impor o seu jogo. Uma quebra no primeiro set, no saque de Kubot, e outra na segunda série, no serviço de Melo, deram a vitória aos adversários.
 
"Eles jogaram muito bem e conseguiram aproveitar uma chance de quebra no primeiro set, quando estávamos em vantagem no game. Depois, no segundo, também foram eficientes no game para quebrar no final. Acho que eles aproveitaram melhor as oportunidades que tiveram. Nós tivemos poucas chances. Foi um bom jogo e dupla é assim mesmo. Dois games definiram a partida. Geralmente é assim, jogo de alto nível, um ponto para cá, outro para lá, pode definir tanto a favor como contra. Foi muito bem jogado por eles e agora é seguir os treinamentos para o torneio seguinte, que é o US Open, nosso foco principal", explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.
 
Na temporada, cinco títulos e 39 vitórias – Marcelo Melo, 33 anos, e Lukasz Kubot, 35 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016.
 
Melo é o número um do ranking mundial individual de duplas e, Kubot, o quarto do mundo. Esta é a segunda vez que Melo ocupa a liderança do ranking mundial individual de duplas. A primeira foi em novembro de 2015, permanecendo como número um por 26 semanas.
 
Eles lideram o ATP Doubles Team Race to London, única dupla já classificada para o ATP Finals, que reúne as oito melhores parcerias do ano, em novembro, em Londres, na Inglaterra. Será a quinta participação seguida de Marcelo, que jogou em Londres em 2013, 2014, 2015 e 2016, todas com seu parceiro anterior, o croata Ivan Dodig.
 
Em 2017, a dupla Melo e Kubot já venceu 39 jogos, com apenas 12 derrotas. Entre essas vitórias está a 400ª da carreira do brasileiro, obtida na estreia em Roland Garros.
 
Das 27 conquistas de Marcelo na carreira, recordista brasileiro em títulos, cinco foram nesta temporada. O primeiro em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Agora, tem dois Grand Slam - Roland Garros 2015 e Wimbledon 2017 -, além de um vice em Londres (2013) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Madri chegou ao sétimo, depois de ganhar Shangai (2013 e 2015), Paris (2015), Toronto (2016), Cincinnati (2016) e Miami (2017).
 
Este ano, Melo e Kubot comemoraram os títulos de dois Masters 1000 - Miami (Quadra Rápida) e Madri (Saibro) –, o ATP 250 de ‘s’Hertogenbosch, na Holanda (Grama), o ATP 500 de Halle, na Alemanha (Grama), e na grama de Wimbledon, em Londres, na Inglaterra.  Foram, assim, campeões em três diferentes pisos.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook