Disputa entre escolas também é atração no 22º A Tribuna de Surf Colegial

Luan Hanada / Foto: Silvia WinikLuan Hanada / Foto: Silvia Winik

São Paulo - Dos 21 títulos por equipes disputados até hoje no A Tribuna de Surf Colegial, 20 ficaram em Guarujá. Duas escolas dividem o favoritismo, por investirem em bolsas de estudos para surfistas que despontam na Cidade. O Colégio Adélia Camargo Corrêa faturou nada menos que 13 primeiros lugares e foi segundo nas outras sete edições. Já o Don Domênico levou sete troféus, inclusive o do ano passado, e foi vice 12 vezes.
 
Nesta 22ª edição, no próximo domingo (19), na Praia do Tombo, a disputa promete ser acirrada novamente. Os dois times chegarão fortes, com atletas de ponta. O Adélia traz alunos experientes no tradicional torneio, como Ihgor Sant’Anna e Giovani Pontes, ambos com títulos conquistados no evento.
 
No Don Domênico, destaque para Luiz Frumento e Derek Moura. O Objetivo Guarujá é outro colégio da Cidade que aparece forte, tendo Luan Hanada e Pedro Pupo, como principais representantes. “Sem dúvida, essa é uma atração à parte. Tem as torcidas na areia e essa disputa gera um grande benefício, pois os alunos ganham bolsas de estudo”, comenta o gerente comercial e de marketing da Tri FM, Davidson Iuspa.
 
Na história do A Tribuna de Surf Colegial, o primeiro título por equipes, em 1996 foi da Escola Estadual Marquês de São Vicente, de Santos. O Adélia faturou de 97 a 2003, em 2008, 2010 e depois de 2012 a 2015. O Don Domênico ficou com o primeiro lugar geral de 2004 a 2007, também em 2009, 2011 e em 2016, mesmo sem faturar vitórias individuais.
 
Mais informações pelo telefone (13) 2102.7164 ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook