Rip Curl Guarujá Open 2017 já pode conhecer 4 campeões nesta sexta-feira

Etapa final terá como grande atração a disputa do supercampeão no domingo / Foto: Silvia Winik Etapa final terá como grande atração a disputa do supercampeão no domingo / Foto: Silvia Winik

São Paulo - A 3ª e decisiva etapa do Rip Curl Guarujá Open de Surf 2017 já pode conhecer quatro campeões municipais logo nesta sexta-feira (13), na Praia do Tombo. As categorias de base mirim (sub16), iniciante (sub14), estreante (sub12) e petit (sub10) já terão semifinais no primeiro dia de disputas e, dependendo da combinação de resultados, podem definir os títulos. A situação mais cômoda é de Derek Matos entre os surfistas com até 14 anos.
 
Ele venceu os dois eventos, nas praias do Guaiúba e Astúrias, e tem boa vantagem sobre Everton Freitas, surfista que ocupa a segunda posição no ranking e também chega com chances na disputa com limite de 12 anos. Na faixa etária até 16 anos, a briga é boa entre Pedro Pupo e Luan Hanada, atua campeão e também supercampeão do Circuito.
 
A competição segue até domingo, sempre começando às 8 horas. As baterias e o cronograma estão disponíveis no site http://www.fpsurf.com.br/eventos/17/gua/gua03/idxmax.php. No sábado, uma das atrações será a Re/Max Session, uma bateria sem regras, para convidados, com R$ 500,00 ao autor da manobra mais radical. No domingo, o grande destaque será a disputa do supercampeão, encerrando o Circuito. O melhor entre todos os campeões, uma bateria especial, ganhará uma viagem para a Indonésia, oferecida pela Ocean Travel.
 
Este ano, o Rip Curl Guarujá Open de Surf 2017 teve várias novidades. Entre elas, a pro-am, com premiação em dinheiro, com o vencedor levando R$ 1.050,00 de um total de R$ 3 mil. Também foi incluída a petit, para fortalecer a revelação de novos valores e a Re/Max Session, garantindo mais emoção aos eventos.
 
Na Sup Surf, a etapa final terá R$ 500,00 ao vencedor, oferecidos pela NaJaca Comunicação. Outra inovação é o prêmio de R$ 200,00 da Lio Nutri Nutrição Saudável para a melhor nota da competição. “Estamos conseguindo mais parceiros para tornar o campeonato ainda mais atrativo e fortalecermos o trabalho de formação de atletas. Este é o grande objetivo. Temos um circuito tradicional, responsável por revelar vários talentos e a ideia é sempre melhorar”, afirma o presidente da Associação de Surf de Guarujá, Ademir Silva.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook