Maiores nomes do street skate confirmam presença no Oi Skate Total Urbe Open

Luan Oliveira e outros skatistas internacionais se juntam a Kelvin Hoefler e Pâmela Rosa para o maior mundial de street da América Latina / Foto: DivulgaçãoLuan Oliveira e outros skatistas internacionais se juntam a Kelvin Hoefler e Pâmela Rosa para o maior mundial de street da América Latina / Foto: Divulgação

Rio de Janeiro - O skate será um dos novos esportes nos Jogos de Tóquio 2020, e o street, uma das duas modalidades presentes. Que tal ver de perto competidores do Brasil e de vários cantos do mundo que terão chances reais de medalhas na próxima Olimpíada? Isso será possível no Oi Skate Total Urbe Open – maior mundial de street da América Latina, que acontecerá de 25 a 30 de abril, na Praça Duó, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, e reunirá 224 atletas.
 
Duas vezes campeão da Street League e do Tampa Pro, Luan Oliveira garantiu presença no torneio, unindo-se ao pentacampeão do Circuito Mundial da World Cup Skateboarding (WCS), Kelvin Hoefler, e à atual campeã de street nos X Games, Pâmela Rosa. Entre os nomes brasileiros confirmados também destaca-se o skatista da Street League e finalista do Tampa Pro Felipe Gustavo. Vale lembrar que Luan Oliveira e Kelvin Hoefler começaram bem demais a temporada 2017, obtendo o segundo e terceiro lugares, respectivamente, no Tampa Pro, que aconteceu mês passado nos Estados Unidos. 
 
“Estou muito feliz em poder disputar uma competição como o Oi STU Open no meu país. Tenho competido em vários lugares do mundo, mas correr em casa, ao lado da torcida brasileira e dos amigos, é sempre uma emoção diferente. Sei que vai ser um campeonato difícil, pois estarão presentes atletas de todos os cantos do Brasil e do mundo, mas também será uma grande festa por estar competindo com amigos e por todo o calor da torcida brasileira. O Oi STU Open será a minha segunda competição no ano, e tenho andado de skate todos os dias para estar na minha melhor forma. Bom, mas isso é o que tenho feito nesses últimos anos: andado de skate e me divertido!”, comentou Kelvin Hoefler, na expectativa pelo evento.
 
Ainda no Open Masculino, a lista de atletas estrangeiros conta com o canadense Ryan Decenzo (duas vezes ouro nos X Games e skatista da Street League) e o australiano Tommy Fynn (ambos skatistas da Street League e finalistas top do Tampa Pro); além dos argentinos Matias Dell Olio e Gerónimo Bravo, e do chileno Victor Alfonso Orozco.
 
No Feminino, além de Pâmela Rosa – que aos 16 anos tornou-se a mais jovem atleta a conquistar a medalha de ouro no Street Feminino dos X Games, no ano passado – a disputa terá a presença da veterana norte-americana Alexis Sablone, vice-campeã da WCS em 2015 e terceira colocada no ranking da Street League; da também norte-americana Mariah Duran, atual quarta colocada na Street League; e da holandesa Candy Jacobs, segunda colocada no Circuito Mundial da WCS em 2016. Entre as brasileiras confirmadas, destaque para Karen Feitosa e Jessica Florêncio, segundo e terceiro lugares, respectivamente, no Campeonato Brasileiro de Street 2016 (atrás apenas de Pâmela).
 
A exemplo de vários outros skatistas presentes no OI STU Open, Pâmela Rosa é um dos fortes nomes para os Jogos de Tóquio. O Brasil terá direito a 12 vagas na disputa olímpica, sendo três para cada uma das seguintes categorias: street profissional, street feminino; park profissional, park feminino. A classificação acontecerá de acordo com o Circuito Mundial de 2019.
 
Importante ressaltar que, após quase uma década, o Rio de Janeiro – já reconhecido internacionalmente por sediar eventos esportivos de sucesso – voltará a receber uma grande competição da modalidade street (a última foi em 2009, na praia de Copacabana). O Oi STU Open é chancelado pela International Skateboard Federation (ISF), a World Cup Skateboarding (WCS), a Confederação Brasileira de Skate (CBSk) e a Federação de Skateboard do Estado do Rio de Janeiro (Faserj), e soma pontos para o ranking da WCS. A disputa também terá a maior premiação já vista em um torneio de skate na América Latina e uma das maiores do mundo, totalizando R$ 400 mil.
 
Para o evento, a Praça Duó, um dos skate spots preferidos dos cariocas, passará por uma reforma para ampliação de sua pista, tornando-se um legado do evento para a cidade. O Oi Skate Total Urbe Open também contará com diversas atrações e a montagem de um grande espaço de convivência, que irá explorar toda a interface do skate com a cultura urbana, abrangendo arte, música e comportamento.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook