Nuzman: "O importante é integrar as pessoas que fazem o esporte nacional"

Presidente propôs reunião para que as Confederações fiquem mais próximas dos atletas / Foto: Rafael Bello/COBPresidente propôs reunião para que as Confederações fiquem mais próximas dos atletas / Foto: Rafael Bello/COB

Rio de Janeiro - Ex-atleta de vôlei com participação nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico do Brasil, ficou muito satisfeito com a troca de ideias e a participação consistente de atletas da nova geração do esporte brasileiro na reunião desta quinta-feira, dia 4.
 
“O importante é integrar as pessoas que fazem o esporte nacional e hoje foi dado um passo fundamental. A minha surpresa foi boa porque os atletas falaram bastante, com contribuições magníficas, com ideias e comentários importantes”, disse Nuzman. “Eu propus essa reunião porque acho que as confederações devem estar mais próximas dos atletas. Desde que eu presidi a Confederação Brasileira de Vôlei, eu tenho essa experiência que é a de trazer os atletas mais para perto dos dirigentes. Estou muito contente. A reunião foi ótima e nós vamos repetir essa experiência”, completou.
 
Durante a reunião, os pontos mais citados por atletas e confederações foram sobre a gestão das entidades, recursos financeiros e a parte técnica da preparação dos atletas. Nuzman citou o modelo de gestão do COB aos presentes. “Nós seguimos o modelo do COI. O COB trabalha com Conselho de Administração, CEO, Assembleia Geral, Conselho Fiscal, Auditória Externa e Comissão de Atletas”, disse Nuzman, afirmando que a Comissão de Atletas será mais demandada neste ciclo. “A participação da Comissão de Atletas vai ser maior, com desdobramentos importantes após essa reunião”, afirmou o presidente do COB.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook