Novo presidente do Sindi-Clube busca maior profissionalização do setor clubístico

O jovem arqueiro de 18 anos está em período de treinos e competições fora do Brasil em junho / Foto: DivulgaçãoO jovem arqueiro de 18 anos está em período de treinos e competições fora do Brasil em junho / Foto: Divulgação

São Paulo - No último dia 12 de janeiro, o Sindicato dos Clubes do Estado de São Paulo (Sindi-Clube) elegeu o novo presidente da entidade para o quadriênio 2017/2020: Paulo Cesar Mário Movizzo.
 
O empresário e vice-presidente do Club Athletico Paulistano sucede Cezar Roberto Leão Granieri, que presidia a entidade desde 2010. Na oportunidade, também foi apresentado o quadro diretivo para o período.
 
Com mais de 25 anos de experiência no setor clubístico, Movizzo, que fez parte da administração anterior, como vice-presidente estatutário do Sindicato, enalteceu o trabalho que vem sendo realizado pela entidade em prol dos clubes e destacou algumas de suas expectativas. Entre os principais pontos ressaltados pelo atual presidente, estão:
 
Ampliar a participação dos clubes da capital e do interior - Segundo Movizzo, uma das ações iniciais da nova administração será enfatizar ainda mais o trabalho de levar informações sobre soluções e programas esportivos e culturais que o Sindi-Clube oferece aos clubes localizados em todas as regiões do estado de São Paulo. O objetivo é divulgar as vantagens oferecidas pela entidade, além de proporcionar a essas entidades estratégias e ferramentas de gestão que melhorem a eficiência e eficácia dos serviços na região onde atuam.
 
Como parte desta estratégia, criou-se, também, uma diretoria específica para cuidar dos interesses dos clubes da Grande São Paulo.
 
Serão ampliados, ainda, os encontros e eventos com clubes do interior para conhecer e aprofundar a troca de ideias sobre as necessidades específicas dos dirigentes, personalizando o atendimento. “Nosso objetivo é aproximar e ampliar em até 20% a representação do Sindicato com os clubes, para os próximos anos”, ressaltou.
 
Garantir a formação profissional do setor - Oferecer, por meio da Universidade Corporativa do Sindi-Clube, cursos que contribuam diretamente para a qualificação profissional e o ganho de produtividade, além da economia de custos e melhora dos processos. “Inicialmente, revisitaremos os conteúdos propostos e buscaremos, de forma assertiva, realizar ajustes para propor treinamentos que estejam totalmente alinhados às necessidades do nosso setor”.
 
Parcerias Nacionais - O presidente do Sindi-Clube enalteceu a parceria com a Federação Nacional dos Clubes (Fenaclubes) e o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) e ressaltou que estas ações são muito importantes para continuar levando a expertise e qualidade dos programas da entidade a outros estados, tanto na área cultural como esportiva, além de estender e fortalecer as atividades dessas agremiações com os seus associados.
 
 Formação de Atletas - “No Brasil, os clubes são os grandes formadores de atletas”, ressalta Movizzo. O dirigente destaca que outra frente de atuação do Sindi-Clube será o reforço e a ampliação do conhecimento do setor clubístico sobre as possibilidades de financiamento de projetos esportivos por meio das leis de incentivo, haja vista o bom volume de recursos públicos à disposição, nos âmbitos federal, estaduais e municipais, contribuindo para a formação de atletas e atividades esportivas para associados e a comunidade em geral.
 
Confira a composição da Diretoria 2017/2020 - Além de Paulo Cesar Mário Movizzo, foram eleitos os seguintes componentes do Conselho Fiscal do Sindi-Clube:
 
Eduardo Simone Pereira, Gerson Aguiar de Brito Vianna, José Wilson de Souza, Mario Montenegro Gasparini, Paulo Chiaparini e Valdir Gomes Moreira.
 
Vice-Presidentes - Luiz Carlos Granieri, Estatutário; Maria Cecília Santa Cruz, Assuntos Educacionais; José Antonio Silveira Ribeiro, Financeiro; Carlos Alberto Costa, Marketing; Marcelo Domingues de Oliveira Belleza, Relações Institucionais; Alessandro Lamellas, Regionais; Luiz Carlos Picone de Araújo, Projetos e Recursos Incentivados; Fernando Sérvio Godeghesi, Cultural; Célio Cássio de Santos, Relações Trabalhistas; Gilberto de Souza Toledo, Jurídico; Mauricio Goulart de Faria, Esportes; Alexandre Bossolani, Assuntos de Clubes da Capital e Grande São Paulo; Alberto Antonio Pascarelli Fasanaro, Consultor da Presidência.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook