Comissão de Atletas do COB terá nova eleição em janeiro

Grupo presidido pelo campeão olímpico Emanuel Rego definiu os detalhes da próxima eleição / Foto: Rafael Bello/COBGrupo presidido pelo campeão olímpico Emanuel Rego definiu os detalhes da próxima eleição / Foto: Rafael Bello/COB

Rio de Janeiro - A Comissão de Atletas do Comitê Olímpico do Brasil (COB) terá nova composição de seus integrantes no final de janeiro de 2017. Os detalhes para a eleição que escolherá os representantes dos atletas perante o COB foram debatidos em reunião realizada nesta sexta-feira, dia 9, na sede da entidade, no Rio de Janeiro.
 
Participaram do encontro o presidente da Comissão, o campeão olímpico Emanuel Rego (vôlei de praia), além de Fabiana Murer (atletismo), Fabiano Peçanha (atletismo), Fernanda Oliveira (vela) e Yane Marques (pentatlo moderno). Eleita em janeiro de 2012 pelo voto direto dos atletas olímpicos, a Comissão, que termina o mandato em 31 de dezembro de 2016, realizou um balanço de suas atividades e iniciou o processo de transição para formação da futura gestão. Formada por 19 atletas, esta comissão tem como principal objetivo atuar como um canal de comunicação entre os atletas e o COB, oferecendo sugestões e recomendações sobre quaisquer assuntos relacionados ao Movimento Olímpico.
 
A principal pauta do encontro foi discutir o processo eleitoral para a escolha da próxima Comissão, para o período de 2017-2020. A votação online será realizada de 16 a 25 de janeiro e cada Confederação Brasileira Olímpica poderá indicar até dois candidatos. Terão direito a voto os atletas que participaram das últimas duas edições de Jogos Olímpicos de Verão (Londres 2012 e Rio 2016) ou de Inverno (Vancouver 2010 ou Sochi 2014). Serão eleitos os 15 mais votados, e o COB indicará outros quatro através de seu Conselho Executivo.
 
No balanço de sua gestão à frente da Comissão de Atletas, Emanuel enumerou algumas realizações e destacou que, motivadas pela iniciativa do COB, muitas Confederações passaram a inserir os atletas em suas discussões, através de  suas comissões, como no caso da vela e do vôlei. “Um aspecto muito positivo neste ciclo foi que algumas Confederações estão adotando suas comissões de atletas, o que dá credibilidade à essa iniciativa do COB. Participamos de uma série de eventos em outras entidades representando a Comissão, discutimos alterações na Lei Pelé. Então, a próxima comissão já terá um caminho a ser seguido”, afirmou o ex-atleta de vôlei de praia. 
 
Além de definirem os detalhes do processo eleitoral para a escolha do próximo grupo, os atletas debateram importantes temas com o novo diretor-executivo de Esportes do COB, Agberto Guimarães, e os gerentes-gerais de sua equipe, a fim de aprimorar a atuação da comissão no COB e contribuir para a evolução do esporte brasileiro. “Nossa comissão, a primeira a ser eleita pelos próprios atletas olímpicos, foi importante para conquistar credibilidade. Ela tem a missão de fazer mais, contribuir dentro do COB e também representando os atletas. Dentro do movimento de evolução do esporte brasileiro foi essencial termos essa comissão, e agora podemos estar mais engajados, junto das Confederações e dos eventos do COB, para darmos nossa contribuição”, projetou Emanuel, que propôs que a próxima comissão tenha um contato maior com todas as áreas do COB, auxiliando com sua experiência nos mais diversos assuntos. 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook