Cidade dos Sonhos debate promessas de Doria na área de mobilidade e parques

A pauta são ciclovias e as perspectivas para o plano de infraestrutura cicloviária da cidade / Foto: DivulgaçãoA pauta são ciclovias e as perspectivas para o plano de infraestrutura cicloviária da cidade / Foto: Divulgação

São Paulo - Áreas verdes, pedestres e redução de velocidade, transporte público, bicicletas, resíduos sólidos,mudanças climáticas e energia são os temas dos sete debates que o projeto Cidade dos Sonhos realizará até o final deste mês com especialistas das áreas.
 
Com mediação do jornalista Bernardo Câmara e presença fixa de Tai Nalon, da agência Aos Fatos – responsável pela análise dos programas de governo e acompanhamento das declarações dos candidatos à prefeitura de São Paulo – os debates serão editados em vídeos de 15 minutos e poderão ser conferidos no canal do Cidade dos Sonhos no Youtube.
 
A pauta sobre bicicletas fica por conta de Daniel Guth, diretor do Ciclocidade – que, junto com o Cidadeapé, fez o Ranking da Mobilidade Ativa durante o período eleitoral aqui em São Paulo - A pauta são ciclovias e as perspectivas para o plano de infraestrutura cicloviária da cidade, bicicletas públicas compartilhadas e a integração com outros modais de transporte. Confira neste link:
 
 
“Embora São Paulo não tenha um segundo turno para escolha de seu prefeito, está claro que os debates da campanha não se encerraram”, explica Gabriela Vuolo, representante do Cidade dos Sonhos – projeto que reúne mais de 30 organizações da sociedade civil de todo o país.  “Alguns dos assuntos mais controversos têm relação direta com o meio ambiente, comprovando as conclusões da Pesquisa Datafolha que indicavam que temas ambientais teriam grande peso nas eleições deste ano”, completa.
 
A análise sobre transporte público reuniu Rafael Calábria, pesquisador de mobilidade urbana do IDEC, e Renato Lobo, criador do portal Via Trólebus. A pauta incluiu corredores de ônibus, ônibus 24 horas, a concessão das faixas de ônibus para empresas, passe livre e tarifas, além da nova licitação para o serviço de ônibus, pendente desde 2013. O debate já está no ar:
 
 
O debate sobre ruas exclusivas, pedestres e redução de velocidade contou com a participação de Ana Carolina Nunes, articuladora da Cidadeapé, e de Rafaella Basile, coordenadora de projetos do Cidade Ativa, e abordou questões como a abertura da Paulista aos pedestres aos domingos, o destino do Minhocão como espaço de lazer e o aumento da velocidade das Marginais.  A pauta também incluiu a discussão do que se esperar da próxima gestão em termos de requalificação urbana.  O programa já está no ar e pode ser visto no link:
 
 
A conversa em torno de áreas verdes teve como convidados Augusto Aneas, ativista da Rede Novos Parques, e Claudia Visoni, jornalista, agricultora urbana e integrante do MUDA-SP, que analisaram como esse tema apareceu na campanha e no programa de governo do prefeito eleito, como ficam as hortas urbanas e a questão do Parque Augusta, o Aeroporto de Parelheiros e o Parque dos Búfalos, além de suas declarações sobre parcerias com a iniciativa privada.  O programa já está no YouTube: 
 
 
A pauta de energia do próximo prefeito será Barbara Rubim, da campanha de Clima e Energia do Greenpeace, em uma conversa que abordará iluminação pública, solarização de escolas, eficiência energética e políticas de incentivos fiscais à solarização de empresas e residências. O programa está disponível no link: 
 
 
Próximos programas - Também será do Greenpeace o debatedor sobre transportes e clima, que analisará a controvérsia sobre a inspeção veicular e seu impacto sobre as emissões dos gases de efeito estufa em São Paulo, o desafio de cumprir a lei municipal de clima que estabeleceu que 100% dos ônibus da cidade usem combustíveis limpos até 2018 e quais as alternativas técnica e economicamente viáveis para evitar as 4700 mortes prematuras que ocorrem todos os anos por conta da qualidade do ar.
 
Para falar sobre resíduos, Bernardo Camara entrevistará Daniel Carvalho, co-fundador e diretor técnico da Cicla Brasil, e Eduardo Ferreira de Paula (Dudu), coordenador em São Paulo do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis. Na pauta, a questão dos lixões, a operação dos aterros em São Paulo, perspectivas de avanço na coleta seletiva e para as parcerias, feitas pela  atual administração, grandes cooperativas de catadores, além do que poderá mudar para os catadores de lixo da cidade.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook