Começa o legado olímpico em Deodoro

Campeonato Pan-americano e Sul-americano de Canoagem Slalom acontece neste final de semana, no Rio de Janeiro, dois meses após os Jogos Olímpicos / Foto: Divulgação Campeonato Pan-americano e Sul-americano de Canoagem Slalom acontece neste final de semana, no Rio de Janeiro, dois meses após os Jogos Olímpicos / Foto: Divulgação

Rio de Janeiro - Depois de uma edição histórica dos Jogos Olímpicos, no Rio de Janeiro, o Complexo Esportivo de Deodoro abre as portas para os atletas internacionais da Canoagem Slalom.
 
No próximo final da semana, de 14 e 16 de outubro, será realizado o Campeonato Pan-americano e Sul-americano de Canoagem Slalom 2016, eventos que acontecem simultaneamente e marcam o início da utilização da instalação esportiva que pretende revolucionar a Canoagem Slalom na América do Sul.
 
“Não é apenas para o Brasil que o legado olímpico do Rio 2016 irá favorecer a continuidade do desenvolvimento esportivo, e sim todos os países do continente que agora encontram no Brasil um dos canais artificiais de Canoagem Slalom mais modernos do planeta. Nossa intenção daqui em diante também é transformar esse local num grande local de prática e descobrimento de novos talentos no esporte. Tudo isso em parceria com o Ministério do Esporte e a Prefeitura do Rio”, afirmou João Tomasini Schwertner, presidente da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa).
 
Acompanhe AO VIVO no SPORTV no domingo (16/10) das 10 às 11 da manhã - No Campeonato Pan-americano e Sul-americano de Canoagem Slalom 2016 estão presentes mais de 50 atletas de sete países diferentes nas disputas das provas de K1, C1 e C2 Masculino e K1 e C1 Feminino nas categorias Júnior e Sênior. “Esse é apenas o primeiro passo para transformamos o Canal Rio num dos principais locais de prática da Canoagem Slalom em todo mundo”, explicou Tomasini.
 
Brasileiros nas disputas por medalhas - O canoísta Pedro Henrique Gonçalves é uma das esperanças do Brasil na disputa por medalha do K1 Masculino. Em agosto, durante os Jogos Olímpicos Rio 2016, o brasileiro ficou em 6o lugar, resultado histórico para a Canoagem Brasileira. Ano passado nos Jogos Pan-americanos Toronto 2015 ele obteve a medalha de prata, já na edição de 2014 da Campeonato Pan-americano, no México, ele garantiu um ouro. “Essa competição sempre me deu sorte, o canal no Rio de Janeiro também, então quero ir com tudo para trazer mais uma medalha”, falou Pepe.
 
Outra estrela da equipe brasileira é a jovem Ana Sátila, uma das favoritas para a disputa do K1 e C1 Feminino. “Estou com o pé no chão e farei o meu máximo para evitar os pequenos erros”, comentou Sátila, promessa dos Jogos Olímpicos, mas que perdeu a vaga para a semifinal no Rio 2016 por passar direto em uma baliza.
 
O histórico das duas competições é positivo para atletas brasileiros. Nas duas últimas edições dos campeonatos o Brasil conquistou 35 medalhas: dez de ouro nos Campeonatos Pan-americanos de 2013 e 2014 e 25 medalhas nos Jogos Sul-americanos de 2013 e 2014, sendo 17 medalhas de ouro, sete medalhas de prata e uma de bronze. Os países inscritos na competição são: Argentina, Brasil, Chile, Costa Rica, México, Paraguai e Venezuela.
 
Formação da nova equipe técnica - Em face da necessidade de adaptação à uma nova realidade financeira, a Confederação Brasileira de Canoagem iniciou uma série de mudanças nesse sentido. Uma das mudanças já para esse ano é a mudança da equipe técnica da Canoagem Slalom do Brasil, que agora busca incentivar a formação de uma nova geração de treinadores nacionais.
 
Depois do desligamento do técnico italiano Ettore Ivaldi, seu ex-auxiliar o espanhol Guilhermo Diez Canedo assume o comando da equipe brasileira até meados de 2017. Até lá ele contará com o apoio dos treinadores Cássio Ramon Petry e João Vitor Machado, ex-atletas que já representaram o Brasil em competições internacionais em anos anteriores. O chefe de equipe será Antônio Carlos Pinto.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook