Maike defende o Brasil no Pan-Americano Sênior de karate

Atleta da FMD Blumenau/Associação Blumenau de karate, atual líder do ranking nacional da CBK, disputa na categoria Kumitê até 61 quilos / Foto: Felipe TamashiroAtleta da FMD Blumenau/Associação Blumenau de karate, atual líder do ranking nacional da CBK, disputa na categoria Kumitê até 61 quilos / Foto: Felipe Tamashiro

São Paulo - A atleta Maike de Oliveira e o treinador Vanderlei de Oliveira, da Associação Blumenau de karate/Ipiranga/Barão/Park Europeu/Promoshirt/Arawaza/FMD Blumenau integram a Seleção Brasileira Sênior de karate, que disputa entre os próximos dias 23 e 27 de maio, em Curaçao, o 31º Campeonato Pan-Americano Sênior de karate 2017. O torneio, considerado a mais importante da modalidade nas Américas, vai reunir karatecas de mais de 20 países e será disputado no World Trader Center Curaçao.
 
Vanderlei, que integra a comissão técnica da Seleção Sênior, espera contribuir para que o Brasil conquiste o título geral do Pan-Americano Sênior. Vale destacar, que o Brasil é atual tricampeão da competição. Em 2016, quando o campeonato foi disputado no Rio de Janeiro, a delegação brasileira conquistou 13 medalhas. “Defender o nosso paós, sempre é uma grande motivação”, comenta o treinador. Ele lembra ainda, que a atleta Beatriz Mafra, também da Associação Blumenau de karate – titular da Seleção no Kumitê até 50 quilos e líder do ranking nacional da CBK, por estar grávida, não vai poder defender o Brasil no campeonato.
 
Confiança - O técnico está confiante na participação da Maike no campeonato. Segundo ele, a atleta vem de uma série de bons resultados na atual temporada, tendo conquistado, por exemplo, a medalha de bronze, no Open de Las Vegas, Estados Unidos. “A Maike está bem física e psicologicamente. Está focada no Pan-Americano, que é a competição mais importante neste primeiro semestre de 2017”, comenta Vanderlei.
 
Maike, que viaja nesta quinta-feira, dia 18 de maio, para o período de treino com a Seleção Brasileira, se mostra confiante na sua participação no campeonato. No ano passado, a blumenauense foi ouro no Kumitê Equipe. Maike aponta as representantes do México, Canadá e Venezuela – dentre suas principais adversárias na competição.
 
Referência - Sobre o Pan-Americano Sênior, Vanderlei destaca que o torneio é o mais forte tecnicamente da modalidade nas Américas, por reunir vários campeões dos Jogos Pan-Americanos. Segundo ele, o campeonato ocorre num momento oportunidade, pelo fato da  modalidade ter se tornado olímpica (O karate fará sua estreia nos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio, no Japão). “Para quem deseja brigar por uma vaga nas Olimpíadas, o Pan-Americano já será um termômetro do que teremos até 2020”, destaca o treinador.
 
Pelo regulamento da competição, de acordo com o treinador, no kata e Kumitê, ambos por Equipe, cada país tem direito a uma equipe. Nas disputas Individuais, segundo ele, os países têm direito a dois atletas por categoria.
 
Equipe Brasileira
 
Kata Sênior masculino
Williames Santos
Lucas Santos
 
Kata Sênior feminino
Nicole Yonamine
Monique Yonamine
 
Kata Equipe masculino
Williames Santos
Eric Nascimento
Frederico Rocha
 
Kata Equipe feminino
Nicole Yonamine
Monique Yonamine
Noelle Praxedes
 
Kumitê Sênior masc. -60kg
Douglas Brose
Gabriel Stankunas
 
Kumitê Sênior masc. -67kg
Vinícius Figueira
Breno Teixeira
 
Kumitê Sênior masc. -75kg
Hernani Veríssimo
Luiz Victor Barros
 
Kumitê Sênior masc. -84kg
Alberto Azevedo
Kaique Rodrigues
 
Kumitê Sênior masc. +84kg
Wellington Barbosa
Rafael Bernardelli
 
Kumitê Sênior fem. -50kg
Tamillis Pimenta
Giovanna Feroldi
 
Kumitê Sênior fem. -55kg
Valéria Kumizaki
Júlia Hort
 
Kumitê Sênior fem.-61kg
Maike de Oliveira
Érica dos Santos
 
Kumitê Sênior fem. -68kg
Natália Spigolon
Ana Luiza Silva
 
Kumitê Sênior fem. +68kg
Isabela Rodrigues
Thamires Sousa
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook