Entrevistas

Entrevistas 23 Junho 2017

Adriana Behar: "Minha vida era bem corrida para poder terminar a graduação"

E-mail Imprimir
Escrito por Redação
Bicampeã mundial, duas vezes medalhista olímpica e hexacampeã do Circuito Mundial de vôlei de praia, trabalha pelo desenvolvimento do esporte olímpico brasileiro / Foto: Saulo Cruz/Exemplus/COBBicampeã mundial, duas vezes medalhista olímpica e hexacampeã do Circuito Mundial de vôlei de praia, trabalha pelo desenvolvimento do esporte olímpico brasileiro / Foto: Saulo Cruz/Exemplus/COB
 
Adriana Behar: "Minha vida era bem corrida para poder terminar a graduação"
 
Carioca, da gema e de Copacabana, Adriana Behar é um dos principais nomes da história do vôlei de praia brasileiro. Ao lado de Shelda formou uma dupla quase imbatível, desde meados dos anos 90 até meados da década seguinte. Juntas, conquistaram dois títulos mundiais (além de uma prata e um bronze), duas medalhas de prata olímpicas (Sydney 2000 e Atenas 2004) e seis títulos do Circuito Mundial (cinco deles de forma consecutiva). 
 
Entrevistas 21 Junho 2017

Nalbert Bitencourt: "Para mim esse suporte do COB foi fundamental"

E-mail Imprimir
Escrito por Redação

Campeão olímpico em Atenas 2004, participou da 1ª turma do Programa de Carreira do Atleta do COB / Foto: Ismar IngberCampeão olímpico em Atenas 2004, participou da 1ª turma do Programa de Carreira do Atleta do COB / Foto: Ismar Ingber

Nalbert Bitencourt: "Para mim esse suporte do COB foi fundamental"
 
Nalbert Bitencourt foi um dos líderes de uma das gerações mais vitoriosas da história do voleibol brasileiro. Capitão da seleção adulta durante oito anos, com a camisa verde e amarela conquistou 13 títulos e 23 pódios. Se dentro da quadra Nalbert teve uma carreira brilhante, fora dela o carioca contou de com o apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB) para realizar uma transição adequada e bem-sucedida.
 
Entrevistas 04 Agosto 2016

Arthur Zanetti: "O que eu posso prometer é dar o meu melhor"

E-mail Imprimir
Escrito por Redação

O ginasta que é campeão olímpico, mundial e pan-americano nas argolas tem um desafio enorme no Rio / Foto: Ricardo Bufolin/CBGO ginasta que é campeão olímpico, mundial e pan-americano nas argolas tem um desafio enorme no Rio / Foto: Ricardo Bufolin/CBG

Arthur Zanetti: "O que eu posso prometer é dar o meu melhor"
 
Para o ginasta Arthur Zanetti o desafio dos Jogos Olímpicos do Rio começa neste sábado (6/8/2016). A qualificatória da ginástica artística masculina terá três subdivisões e o Brasil está na primeira, a partir das 10h30, na Arena Olímpica do Rio de Janeiro.
 
Entrevistas 19 Julho 2016

Robert Scheidt: "Ser medalhista no Brasil já é um fenômeno"

E-mail Imprimir
Escrito por Redação

Aos 43 anos, maior medalhista do Brasil da história dos Jogos vai usar o tempo como aliado no Rio de Janeiro para lutar pelo tricampeonato olímpico / Foto: Fred Hoffmann-DivulgaçãoAos 43 anos, maior medalhista do Brasil da história dos Jogos vai usar o tempo como aliado no Rio de Janeiro para lutar pelo tricampeonato olímpico / Foto: Fred Hoffmann-Divulgação

Robert Scheidt: "Ser medalhista no Brasil já é um fenômeno"

Tempo. De modo geral, tempo é a medida da passagem das horas, dias, meses, anos, décadas..., mas também está relacionado à meteorologia. Para um velejador, há ainda o fator velocidade. Quem garante ‘tempos’ melhores, vence.
 
Entrevistas 13 Julho 2016

Bruna Takahashi: "Este era um dos meus sonhos desde pequena"

E-mail Imprimir
Escrito por Redação

Bruna conquistou título inédito para o tênis de mesa brasileiro / Foto: ITTF (Federação Internacional de Tenis de Mesa)Bruna conquistou título inédito para o tênis de mesa brasileiro / Foto: ITTF (Federação Internacional de Tenis de Mesa)

Bruna Takahashi: "Este era um dos meus sonhos desde pequena"
 
A estudante do Colégio Singular Santo André, Bruna Takahashi, acaba de ser convocada para integrar a Seleção Brasileira de Tênis de Mesa. A atleta é uma das grandes revelações no esporte e no ano passado conquistou o campeonato mundial individual infantil, título inédito para o tênis de mesa brasileiro e latino- americano. 
 
Entrevistas 10 Julho 2016

Daniela Piedade: "Depois dos Jogos Olímpicos vou me despedir da Seleção"

E-mail Imprimir
Escrito por Redação

Atleta participa da quarta Olimpíada da carreira e com o privilégio de jogar em casa e contar com o apoio do torcida / Foto: Wander Roberto/Photo&GrafiaAtleta participa da quarta Olimpíada da carreira e com o privilégio de jogar em casa e contar com o apoio do torcida / Foto: Wander Roberto/Photo&Grafia

Daniela Piedade: "Depois dos Jogos Olímpicos vou me despedir da Seleção"
 
Aos 37 anos, a pivô da Seleção Feminina de Handebol, Daniela Piedade, irá disputar a quarta e última Olimpíada de sua carreira. A paulistana foi uma das primeiras atletas da equipe a deixar o Brasil para atuar em clubes europeus. Há mais de uma década fora do País, Dani já passou por times da Áustria, Eslovênia e Hungria, e trouxe para a Seleção a experiência de todos eles. 
Entrevistas 29 Março 2016

Renzo Agresta: Já imaginei como será na Olimpíada, com a arena lotada

E-mail Imprimir
Escrito por Redação

Renzo Agresta em ação no Pan de Toronto / Foto: Jonne Roriz/Exemplus/COBRenzo Agresta em ação no Pan de Toronto / Foto: Jonne Roriz/Exemplus/COB

Renzo Agresta: Já imaginei como será na Olimpíada, com a arena lotada
 
O esgrimista Renzo Agresta já está classificado para a disputa de sua quarta Olimpíada. A confirmação da vaga veio no fim de semana, quando o paulistano de 30 anos disputou o Grand Prix de Seul, última competição que valia pontos para o ranking olímpico, e garantiu sua classificação para os Jogos do Rio como o melhor atleta do continente americano.
 
 
Entrevistas 29 Março 2016

Fabiana Diniz: "É uma honra ser capitã desse grupo"

E-mail Imprimir
Escrito por Redação

Dara é capitã da Seleção há seis anos / Foto: Wander Roberto/Photo&GrafiaDara é capitã da Seleção há seis anos / Foto: Wander Roberto/Photo&Grafia

Fabiana Diniz: "É uma honra ser capitã desse grupo"

Capitã da Seleção Feminina de Handebol há seis anos, Fabiana Diniz, a Dara, é uma referência no esporte, não só pelos inúmeros títulos pela equipe e pelos clubes por onde passou, mas também pela dedicação, disciplina e carisma. A paulista de Guaratinguetá se prepara para a disputa da quarta Olimpíada de sua carreira e, no Rio de Janeiro (RJ), pretende realizar o sonho de conquistar uma medalha para o País.

Entrevistas 15 Outubro 2015

Yuri Mansur fala sobre seus novos projetos visando Rio 2016

E-mail Imprimir
Escrito por Redação

Foto: Anna Paula CarvalhoFoto: Anna Paula Carvalho

 
Yuri Mansur: " Em um ano e meio já conquistei resultados bem expressivos."
 
São Paulo - Depois de ter vindo ao Brasil para prestigiar o concurso internacional Indoor da Sociedade Hípica Paulista, na semana passada, o cavaleiro Yuri Mansur, que está radicado na Bélgica há mais de dois anos, conta seus novos projetos no esporte. Durante o bate papo com o Esporte Alternativo,  ele falou sobre as vitórias em provas internacionais, sobre o cavalo que passou para Doda disputar os Jogos Olímpicos, sobre a esperança de ir para a Rio 2016 e ainda deu conselhos para os jovens que estão pensando em começar no hipismo. Vale a pena conferir ! 
 

Leia mais...

Entrevistas 21 Dezembro 2013

"60% dos atletas dão prejuízo ao patrocinador no Brasil", afirma consultor

E-mail Imprimir
Escrito por

Elmar Gans fala, em entrevista ao EA, sobre o mercado de patrocínio esportivo no Brasil / Foto: Portas ConsultingElmar Gans fala, em entrevista ao EA, sobre o mercado de patrocínio esportivo no Brasil / Foto: Portas Consulting

"60% dos atletas dão prejuízo ao patrocinador no Brasil", afirma consultor"

Rio de Janeiro - Um mercado que movimenta em torno de R$ 3 bilhões por ano no Brasil demanda um olhar cada vez mais atento. O patrocínio esportivo no País foi alçado a uma categoria estratégica e agora enseja pesquisas que apontem, ou ao menos pretendam apontar, o caminho com mais possibilidades de sucesso para as empresas. 

Leia mais...

Entrevistas 21 Dezembro 2013

Isadora Williams: "Estou criando um programa show com uma música brasileira"

E-mail Imprimir
Escrito por Redação

Isadora Williams, primeira patinadora brasileira a conseguir vaga para os Jogos de Inverno / Foto: Robin RitossIsadora Williams, primeira patinadora brasileira a conseguir vaga para os Jogos de Inverno / Foto: Robin Ritoss

Isadora Williams:  "Estou criando um programa show com uma música brasileira para Sochi 2014"

Rio de Janeiro - "Estou criando um programa show com uma música brasileira", adianta Isadora Williams, primeira brasileira a conseguir uma vaga em Jogos de Inverno na patinação artística. A patinadora nasceu nos Estados Unidos, tem pai americano e mãe brasileira. Mesmo assim, na tentativa de popularizar seu esporte por aqui, ela resolveu competir pelo Brasil.

Leia mais...

Entrevistas 20 Novembro 2013

Jaque Mourão: 'São reais', sobre chances de vagas para Sochi 2014

E-mail Imprimir
Escrito por Redação

Jaque Mourão: 'São reais', sobre chances de vagas para Sochi 2014  / Foto: DivulgaçãoJaque Mourão: 'São reais', sobre chances de vagas para Sochi 2014 / Foto: Divulgação

Jaque Mourão: 'São reais', sobre chances de vagas para Sochi 2014  

Rio de Janeiro - Há pouco mais de três meses do início dos Jogos Olímpicos Sochi 2014, o Esporte Alternativo entrevista um dos grandes nomes brasileiros dos esportes de inverno. Jaqueline Mourão, única brasileira a disputar os Jogos Olímpicos de Verão e Inverno, fala com exclusividade ao EA sobre a preparação para conseguir uma vaga (ou duas?) em Sochi.

Leia mais...

Entrevistas 26 Fevereiro 2013

Carlos Galvão: "Nos EUA, em 2012, foram 236 maratonas. Aqui no Brasil, foram no máximo nove. Ainda há muito por fazer."

E-mail Imprimir
Escrito por Redação

Carlos Galvão, proprietário da Latin Sports e um verdadeiro exemplo de Ironman / Foto: www.funfsports.comCarlos Galvão, proprietário da Latin Sports e um verdadeiro exemplo de Ironman / Foto: www.funfsports.com

Carlos Galvão: "Nos EUA, em 2012, foram 236 maratonas. Aqui no Brasil, foram no máximo nove. Ainda há muito por fazer."

São Paulo -  Imagina nadar 3 mil e 800 metros, pedalar por 180 quilômetros e depois disso tudo ainda ter de correr uma Maratona. Esse tipo de esporte é conhecido como Ironman e hoje em dia é praticado por milhares de pessoas em todo mundo. Agora imagina disputar essas provas no exterior, treinar todos os dias por horas em São Paulo e ser o diretor técnico e organizador do Ironman Brasil, que em 2013 terá mais de 2 mil inscritos. Continue colocando a sua imaginação pra funcionar. Pense agora em fazer tudo isso e ainda organizar 5 maratonas, 4 meia-maratonas e mais de 50 corridas de rua em todo o Brasil. Se já estiver cansado, sugerimos que nem leiam a entrevista exclusiva que o Esporte Alternativo fez  com Carlos Galvão, proprietário da Latin Sports e um verdadeiro exemplo de Ironman.

Leia mais...

Entrevistas 28 Junho 2012

Ana Sátila: "Claro que já sonho com a medalha olímpica"

E-mail Imprimir
Escrito por Redação

Ana Sátila: "Claro que já sonho com a medalha olímpica" / Foto: DivulgaçãoAna Sátila: "Claro que já sonho com a medalha olímpica" / Foto: Divulgação

Ana Sátila: "Claro que já sonho com a medalha olímpica"

São Paulo - Ana Sátila é a caçula da delegação brasileira que disputará os Jogos Olímpicos de Londres 2012. O primeiro título brasileiro foi conquistado quando ela ainda tinha 12 anos. A tão sonhada vaga para as Olimpíadas veio três dias antes de completar 16 anos. A ICF ( sigla em inglês para Federação Internacional de Canoagem) já considera a brasileira uma das melhores do planeta na categoria K1.

Leia mais...

Entrevistas 27 Junho 2012

Robert Scheidt: "Estamos num excelente momento"

E-mail Imprimir
Escrito por Redação

Scheidt e Prada/ Foto: Luiz Doro/adorofotoScheidt e Prada/ Foto: Luiz Doro/adorofoto

Robert Scheidt: "Estamos num excelente momento"

São Paulo - Os Jogos Olímpicos de Londres começam em 30 dias e o tricampeão mundial da classe Star e medalhista de prata em Pequim, Robert Scheidt, está mais do que preparado para a disputa da sua quinta olimpíada.

 

Leia mais...

Entrevistas 25 Junho 2012

Tiago Camilo: "A Olimpíada é o objetivo de todo atleta"

E-mail Imprimir
Escrito por Redação

Daniel Orzechowski disputa sua primeira Olimpíada / Foto: Satiro SodréDaniel Orzechowski disputa sua primeira Olimpíada / Foto: Satiro Sodré

Tiago Camilo: "A Olimpíada é o objetivo de todo atleta"

São Paulo - Tricampeão panamericano, campeão mundial e duas vezes medalhista olímpico, Tiago Camilo já entrou para a história do judô brasileiro. E pode ser também o primeiro judoca a conquistar uma medalha olímpica em três categorias de peso diferentes. O paulista de Tupã competirá em Londres na categoria peso médio (até 90kg), após conquistar uma medalha de prata em Sydney, no peso leve (até 73 kg) e uma de bronze em Pequim, no meio-médio (até 81 kg).

Leia mais...

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook