Brasil encerra 2017 como segundo melhor país do mundo no Judô

Contando todas as medalhas da equipe principal, judô nacional ficou atrás apenas do Japão neste ano / Foto: Washington Alves/Exemplus/COBContando todas as medalhas da equipe principal, judô nacional ficou atrás apenas do Japão neste ano / Foto: Washington Alves/Exemplus/COB

Rússia - O World Masters de São Petersburgo encerrou o Circuito Mundial de judô de 2017 nesse final de semana com cinco brasileiros subindo ao pódio. Após o evento, a Federação Internacional de Judô atualizou o Ranking Mundial por países e o Brasil fechou a temporada como o segundo melhor do mundo, atrás apenas do Japão.
 
 
A listagem leva em conta todas as medalhas conquistadas pelos países na classe Sênior, ou seja, todos os pódios da equipe principal. Ao todo, a seleção conquistou 103 medalhas, sendo 42 ouros, 23 pratas e 38 bronzes. O Japão lidera a lista com 80 ouros, 37 pratas e 48 bronzes.
 
França (3º), Rússia (4º), Coreia do Sul (5º), Argentina (6º), Holanda (7º), Austrália (8º), Mongólia (9º) e Israel (10º) completam o ranking dos dez primeiros colocados.
 
No Ranking Mundial por categorias cinco brasileiros terminaram 2017 como número um do mundo. Na classe sênior, David Moura liderou o pesado masculino (+100kg), enquanto Érika Miranda ficou em primeiro no meio-leve feminino (52kg). Nas categorias de base, o campeão mundial Sub 21 Daniel Cargnin fechou o ano como número um do peso meio-leve (66kg) no Ranking Júnior. No juvenil, o campeão mundial Aldi Oliveria 50kg e a vice-campeã mundial Gabriella Moraes 63kg também terminaram a temporada em primeiro lugar. 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook