Judô define 14 vagas na seleção principal do Brasil para 2018

Competição do Ranking Nacional colocou quatro novatos na seleção / Foto: Victor Lima/CBJCompetição do Ranking Nacional colocou quatro novatos na seleção / Foto: Victor Lima/CBJ

São Paulo - O Campeonato Brasileiro Sênior de Judô chegou ao fim neste domingo, dia 12, classificando 14 atletas para a seleção brasileira principal para 2018 por meio do Ranking Nacional Sênior. Essa foi a última competição do ano que contou pontos para o Ranking Nacional e os líderes se garantiram no time principal do Brasil para o ano que vem.
 
No feminino, a liderança do Ranking ficou com Camila Yamakawa (+78kg), Nathália Parisoto (78kg), Barbara Timo (70kg), Alexia Castilhos (63kg), Tamires Crude (57kg), Jéssica Pereira (52kg) e Sarah Menezes (48kg), que garantiu seu lugar na seleção de volta ao peso Ligeiro depois de um ano de testes no meio-leve (52kg).
 
"O Judô brasileiro está evoluindo muito, estão aparecendo novas meninas fortes no cenário nacional e, para meu retorno à seleção foi de extrema importância participar tanto do Troféu Brasil, quanto do Brasileiro. Fiz o dever de casa. Nesse ano eu estava com a cabeça bem em dúvida em relação às duas categorias, até que bati o martelo para voltar. Fiz um trabalho sério na parte nutricional e tive que participar dessas duas competições nacionais para garantir, mais uma vez, a minha vaga na seleção brasileira no peso ligeiro", explicou a campeã olímpica Sarah Menezes. A última vez que ela havia participado de um processo seletivo para seleção brasileira foi em 2007, quando venceu a disputa e dominou a categoria desde então. 
 
No masculino, os judocas Jonas Inocêncio (+100kg), Renan Nunes (100kg), Eduardo Bettoni (90kg), João Pedro Macedo (81kg), Alex Pombo (73kg), Diego Santos (66kg) e Raphael Miaque (60kg) lideraram o Ranking Nacional e se classificaram para a equipe principal. Bettoni, Macedo e Miaque já haviam garantido suas vagas no sábado, dia 11, quando se classificaram para as finais. 
 
"Com essa nova regra do Ranking prevaleceu quem teve mais constância no ano. Eu consegui essa constância sendo campeão estadual e regional, além de ficar em terceiro no Troféu Brasil e com essa prata do Brasileiro Sênior", avaliou o peso ligeiro do Rio Grande do Sul, que, mesmo perdendo a final para o paulista Allan Kuwabara se garantiu na seleção. 
 
Miaque é um dos quatro novatos que entraram na seleção pelo Ranking Nacional ao lado de João Pedro Macedo, Jonas Inocêncio e Alexia Castilhos. Os outros dez já integram ou integraram a equipe principal. 
 
A próxima competição classificatória para a equipe nacional será a Seletiva Tóquio 2020 - Etapa II, que acontecerá também no Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas, no dia 12 de dezembro. Participarão dessa competição os judocas ranqueados de 2º a 9º lugar em suas respectivas categorias, além de atletas convidados pela comissão técnica da Condeferação Brasileira de Judô (CBJ).
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook