Há 25 anos, Rogério Sampaio conquistava o ouro olímpico

Barcelona 92 / Foto: DivulgaçãoBarcelona 92 / Foto: Divulgação

São Paulo - Há exatos 25 anos, em um sábado, dia 1º de agosto de 1992, um jovem judoca de 24 anos pisava nos tatames da Arena Palau Blaugrana, em Barcelona, para entrar na história do esporte olímpico brasileiro.
 
Rogério Sampaio conquistou o tão sonhado ouro na categoria meio-leve após chegar aos Jogos Olímpicos sem nenhum favoritismo, com dificuldades financeiras para bancar viagens e treinamentos e com o falecimento do irmão, Ricardo Sampaio, ainda recente na memória.
 
Rogério competiu com um quimono emprestado e mantinha uma disputa permanente com a balança. Nos dias anteriores à luta, comeu apenas quatro pêssegos e três sorvetes para se manter no limite de peso da sua categoria, até 65kg. No dia da conquista do único ouro olímpico individual do Brasil em Barcelona 92 – o outro foi com o vôlei masculino – Rogério derrotou o português Augusto Almeida, por ippon, em poucos segundos. Do lado de fora do tatame, passando instruções, estava o então técnico da equipe de judô Paulo Wanderley Teixeira, atual vice-presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB). Na sequência, também por ippon, Sampaio derrubou o sul-coreano Sang-Moon Kim e o argentino Francisco Morales Vivas, então campeão pan-americano.
 
Seu principal desafio foi contra o alemão Udo Quellmalz, campeão mundial na época. Contrariando todas as probabilidades, Rogério saiu mais uma vez vencedor e, com a autoconfiança reforçada, voltou ao tatame tranquilo e seguro para buscar o ouro olímpico, derrotando o húngaro Jozsef Csak na final. Da primeira disputa até a vitória passaram-se exatos 17 minutos e 53 segundos. Às 21h40 daquele sábado, dia 1º, Rogério ajoelhou no tatame e chorou a conquista do ouro.
 
Aquela foi a segunda medalha de ouro na história olímpica do judô brasileiro, quatro anos após o feito de Aurélio Miguel, em Seul 1988. O Brasil voltaria a subir no lugar mais alto do pódio 20 anos depois, em Londres 2012, com o primeiro ouro feminino do judô de Sarah Menezes.
 
Medalhas do Judô em Jogos Olímpicos
 
Munique 1972
Bronze com Chiaki Ishii (-93kg)
 
Los Angeles 1984
Prata com Douglas Vieira (-95kg) e bronze com Luiz Onmura (-71kg) e Walter Carmona (-86kg)
 
Seul 1988
Ouro com Aurélio Miguel (-95kg)
 
Barcelona 1992
Ouro com Rogério Sampaio (-65kg)
 
Atlanta 1996
Bronze com Henrique Guimarães (-65kg) e Aurélio Miguel (-95kg)
 
Sidney 2000
Prata com Tiago Camilo (-73kg) e Carlos Honorato (-90kg)
 
Atenas 2004
Bronze com Leandro Guilheiro (-73kg) e Flávio Canto (-81kg)
 
Pequim 2008
Bronze com Ketleyn Quadros (-57kg), Leandro Guilheiro (-73kg) e Tiago Camilo (-81kg)
 
Londres 2012
Ouro com Sarah Menezes (-48kg) e bronze com Felipe Kitadai (-60kg), Mayra Aguiar (-78kg) e Rafael Silva (+100kg)
 
Rio 2016
Ouro com Rafaela Silva (-57kg) e bronze com Mayra Aguiar (-78kg) e Rafael Silva (+100kg)
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook