Pódio da 29ª Dez Milhas Garoto tem dobradinha brasileira

Na edição deste ano, mais de 12 mil pessoas se inscreveram para participar da competição / Foto: Midia Sport / DivulgaçãoNa edição deste ano, mais de 12 mil pessoas se inscreveram para participar da competição / Foto: Midia Sport / Divulgação

Vila Velha - O domingo foi um dia de muitas alegrias e comemoração para os participantes e para quem foi assistir à 29ª Dez Milhas Garoto. Após um intervalo de oito anos sem vitória, um brasileiro voltou a conquistar o lugar mais alto do pódio. Wellington Bezerra da Silva foi o grande campeão da edição 2018 da Dez Milhas Garoto, com o tempo de 48m55s, seguido de Gilmar Silvestre Lopes, com 50m11s. 
 
O capixaba Valerio de Souza Fabiano completou a alegria do público conquistando o quinto lugar entre a elite masculina.  Os africanos Geofry Toroitich Kipchumba (50m15s) e Paul Kipkemoi Kipkorir(50m27s) ficaram em terceiro e quarto lugar, respectivamente, em uma disputa acirrada com os brasileiros. Com número recorde de participantes, a edição deste ano se consagra como a maior competição de rua do Espírito Santo.
 
Na elite feminina, Franciane dos Santos Moura foi a brasileira melhor colocada, com o terceira lugar. Esther Chesang Kakuri, atleta do Quênia, chegou em primeiro lugar com 57m18s de prova, seguida da etíope Meseret Gezahegn Merine.
 
Além de atletas profissionais, a 29ª Dez Milhas atrai amadores de todos os perfis. Criada em 1989, para comemorar o 60º aniversário da Chocolates Garoto, a corrida mais gostosa do Brasil também é palco para diversos atletas amadores testarem seus limites, se confraternizarem e vivenciarem os valores do esporte.
 
Merisvaldo Santos Souza, 44, trabalha na Garoto e foi campeão na categoria colaborador.  O corredor não esconde o orgulho de participar da prova. “Já é minha 16ª vitória, além de outros dois vice-campeonatos. É uma responsabilidade muito grande. A gente vira um espelho tanto dentro de casa, quanto para nossos colegas de fábrica. Amanhã a gente recebe parabéns dos colegas, mas é dia normal de trabalho”, brinca o colaborador. Quem também não esconde o orgulho de ter conquistado o bicampeonato da Dez Milhas Garoto em sua categoria é a capixaba Hellen Fante. Campeã também em 2017, esse ano ela levou a melhor por apenas 7 segundos. “Sabia que a disputa seria dura. Não consegui baixar meu tempo, mas cumpri meu objetivo do bicampeonato. Essa prova é minha queridinha e sempre vou querer vencer”.
 
Prova da qualidade técnica da prova e da boa repercussão entre corredores, é a quantidade de atletas de outros estados, principalmente do Rio de Janeiro. Juliana Fonseca Costa ,33, veio do Rio para a correr a Dez Milhas pela terceira vez e ressalta a boa organização da prova e o calor dos capixabas. “Venho do Rio de Janeiro com prazer para participar. O calor das pessoas na rua ao longo do trajeto e a qualidade da organização faz com que a viagem valha a pena. Corrida para mim é diversão, e a Dez Milhas Garoto é exatamente isso”, pontua a carioca.
 
Em mais de 16 quilômetros de percurso, passando pelas mais belas paisagens que cortam as cidades de Vitória e Vila Velha, a prova também tem a participação ativa da torcida que apoia os corredores ao longo do trajeto e vibra junto com eles.
 
A corrida, que vai para sua 30ª edição reforça o propósito da companhia de melhorar a qualidade de vida e contribuir para um futuro mais saudável. “Para nós é motivo de muito orgulho desenvolver um evento que é único no país e que promove a qualidade de vida para toda a família capixaba, movimenta a economia local e ressalta as qualidades do estado do Espírito Santo”, finaliza Liberato Milo, Diretor Geral da Chocolates Garoto.
 
Resultados:
 
Elite Masculina:
Wellington Bezerra da Silva – Brasil – 48m55s
Gilmar Silvestre Lopes – Brasil -  50m11s
Geofry Torotitch Kipchumba – Quênia - 50m15s
Paul  Kipkemoi Kipkorir – Quênia - 50m27s
Valerio de Souza Fabiano – Brasil – 50m38s
 
Elite Feminina:
Esther Chesang Kakuri –  Quênia - 57m18s
Meseret Gezaghen Merine -  Etiópia - 58m18s
Franciane dos Santos Moura –  Brasil - 58m33s
Rejane Ester Bispo da Silva –  Brasil - 59m43s
 
Colaborador Masculino:
Merisvaldo Silva Santos – 1h00m37s
Elverson Ferreira Santos – 1h05m17s
Reginaldo Aquino do Nascimento – 1h1019s
 
Colaborador Feminino:
Alexandra Joel de Souza – 1h14m17s
Sirlene Cezario de Oliveira – 1:30:03
Rosimar Silva da Silveira – 1h30m25s
 
Capixaba Masculino:
Alequessandro Paula da Silva – 54m04s
Claudinei Pereira – 54m44s
Marquezile Gabriel Piu – 54m33s
 
Capixaba Feminino: 
Hellen Fante – 1h07m15s
Tiane Marcarini Pinto – 1h07m22s
Nubia de Oliveira – 1h0847s
 
Veja Também: 
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook