Revezamento Volta à Ilha tem quatro bicampeonatos

Cia dos Cavalos levou novamente nas duplas / Foto: Christian Mendes/Foco RadicalCia dos Cavalos levou novamente nas duplas / Foto: Christian Mendes/Foco Radical

Santa Catarina – A 23ª edição do Revezamento Volta à Ilha reuniu quase quatro mil corredores nesse sábado, dia 7, desde as 4h15min, no Trapiche da Avenida Beira-mar Norte.
 
Um dia de muito sol, poucas nuvens e temperatura máxima de 28°C castigou o corpo dos atletas, mas compensou os olhos com visuais incríveis das praias e trilhas de Florianópolis.
 
O clima era de festa nos 18 pontos de troca ao longo dos 140km do maior evento esportivo do gênero da América Latina. As equipes de apoio, amigos, familiares e espectadores acompanharam com gritos de torcida os atletas que enfrentaram o desafio em duplas e equipes de amadores e corredores de elite.
 
Segundo Ernani de Souza, 42 anos, foi graças a este incentivo que conseguiu superar todas as adversidades ao longo da prova para conquistar o bicampeonato junto ao parceiro Elson Alex Gracioli, 43 anos, ambos da equipe gaúcha Companhia dos Cavalos.
 
"Fizemos uma corrida bem equilibrada e a estratégia da equipe foi muito bem executava, mas o calor judiou e por isso não conseguimos conquistar o recorde, mas estamos de parabéns", comemora Elson.
 
Entre as equipes, mais um bicampeonato. Dessa vez do octeto masculino também da Companhia dos Cavalos, que sagrou-se campeão geral com o surpreendente tempo de 8h34min07seg. "A prova foi sensacional esse ano, cada um deu o seu melhor e independente de quebra de recorde a gente veio para buscar o primeiro lugar", conta Allison Rocha Peres, de 28 anos.
 
O terceiro bicampeonato ficou com as três mulheres e os seis homens da CR Runners, de Curitiba-PR, que fechou a prova em 9h42min37seg. "Estava todo mundo muito bem preparado, a equipe trabalhou em grupo mesmo para obter este resultado nessa prova que é uma das mais importantes do Brasil", fala Cristiano Ribeiro, 30 anos, que participa da Volta à Ilha pelo sétimo ano consecutivo.
 
Gritos, choros e risadas. Cada uma das dez integrantes da equipe feminina Sede de Correr, de Cuiabá-MT, extravasou o sentimento de dever cumprido e superação a sua maneira. Elas terminaram a prova em 10h57min57seg, quebrando o recorde de 11h22min32seg conquistado pela equipe TPM, de São Paulo, em 2007. "Eu estou muito feliz com essa quebra de recorde porque não é fácil, gente. Estava muito vento e essa carcacinha aqui quase não aguenta", brinca Nadir Sabino, 48 anos, eleita por suas colegas a rainha da equipe.
 
"Eu gostei muito, porque eu pedi pra Deus pra não fazer frio e ele nos abençoou com esse calor maravilhoso de Cuiabrasa", ri e finaliza com uma dica às mulheres: "Levantem do sofá. Arrumem um grupo de amigas e um profissional de educação física. Atividade física é maravilhoso".
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook