Corrida Insana volta para SP em dezembro e encerra temporada com chave de ouro

Etapa paulistana do circuito composto por dez infláveis gigantes será dia 17, no Clube Hípico Santo Amaro. Será a segunda passagem do evento pela cidade e as inscrições já estão abertas / Foto: Zoom Vip / DivulgaçãoEtapa paulistana do circuito composto por dez infláveis gigantes será dia 17, no Clube Hípico Santo Amaro. Será a segunda passagem do evento pela cidade e as inscrições já estão abertas / Foto: Zoom Vip / Divulgação

São Paulo - A Corrida Insana vai fechar com chave de ouro sua primeira temporada no Brasil. No dia 17 de dezembro, o Clube Hípico Santo Amaro vai receber a 18ª e última etapa do circuito que já levou mais de 45 mil pessoas à 'loucura' em um percurso de 5km recheado com dez obstáculos infláveis coloridos e gigantes.
 
A expectativa é que a edição especial em São Paulo repita o sucesso do evento promovido na cidade em setembro, quando o autódromo de Interlagos recebeu mais de 14 mil pessoas para dois dias de diversão esportiva em família.
 
As inscrições para a segunda passagem da caravana da Corrida Insana pela capital paulista já estão abertas. Os interessados podem se inscrever pelo site oficial do evento: www.corridainsana.com.br ou diretamente pelo link http://www.corridainsana.com.br/evento/sao-paulo-sp-dia-17-clube-hipico-santo-amaro/#inscricoes. O preço é R$ 79, mais taxas, para o primeiro lote, até 30 de outubro.
 
Loucura no samba - A Corrida Insana já passou por nove cidades brasileiras e reuniu mais de 45 mil pessoas, de crianças a idosos. No final de semana passado, levou cerca de 10 mil pessoas ao sambódromo do Rio de Janeiro. “Além do Rio, Já visitamos Goiânia, Belo Horizonte, Blumenau, Ribeirão Preto, Sorocaba, São Paulo, Brasília e Campinas. Em todas as cidades, o que mais vimos foram famílias e grupos de amigos, todos juntos para um dia de diversão esportiva e em clima de total harmonia, sempre com um sorriso no rosto”, avalia Fabio Avelar, diretor técnico do evento.
 
Até a etapa de São Paulo, em 17 de dezembro, a Corrida Insana percorrerá mais oito cidades: Florianópolis (29/10), Curitiba (5/11), Porto Alegre (11/11), Jaraguá do Sul (15/11), Foz do Iguaçu (19/11), Londrina (26/11), São José dos Campos (3/12) e Vitória (10/12).
 
Diversão para todas as idades - A Corrida Insana não tem restrições quanto à participação, nem limite de idade. A única exigência é que a pessoa tenha altura mínima de 1,05 metro de altura. As largadas são em ondas com cerca de 170 pessoas cada vez, o que garante segurança e permite que grupos pratiquem a atividade juntos e sem atropelos. Não há cronometragem, nem obrigatoriedade de ultrapassar todos os obstáculos do percurso. Mesmo assim, todos recebem o kit do atleta ao cruzar a linha de chegada.
 
Vem mais por aí - O Brasil é o primeiro país latino-americano a receber a Corrida Insana. E os planos são grandiosos para os próximos três anos. Para 2018, a meta é dobrar o número de etapas, chegando a 36 em diferentes regiões do país. “A cada 12 meses, ou seja, ano a ano, faremos a troca dos infláveis, o que vai garantir sempre uma experiência nova aos nossos corredores insanos. Para 2018, vamos levar o circuito para as regiões do Norte e Nordeste, que não foram contempladas nesse ano, devido ao curto espaço de tempo dessa primeira temporada”, completa Avelar, lembrando que sua empresa têm licença da Insana Inflatable 5k (nome em inglês) para a América do Sul.
 
Conheça os obstáculos infláveis:
1 - LARGADA INSANA: a prova começa com o desafio de uma subida, seguida por um escorregador gigante.
2 – WAVERUNNER: é plano, mas cheio de lombadas e ondulações.
3 - MATTRESS RUN (Campo Minado): um teste para o equilíbrio e agilidade em um caminho cheio de buracos.
4 - BIG BALLS: Bolas gigantes surgirão à frente dos corredores e será preciso desviar.
5 - CRASH COURSE (Montanha): uma verdadeira montanha russa cheia de altos e baixos.
6 - PURE MISERY (no Sufoco): baseado nos manuais de treinamento militar, é um monstro de 30 metros de comprimento que testará força, agilidade, flexibilidade e resistência.
7 -WRECKING BALLS (Demolição): imagine bolas de demolição de prédios vindo na direção dos corredores. Ainda bem que são infláveis.
8 - JUMP AROUND: pular, saltar e descer resume este desafio.
9 - SLINGSHOT (Estilingue): o desafio é subir até o topo com a ajuda de uma corda e
escorregar.
10 - FINISH LINE: o ‘gran finale’ reúne um pouco de cada um dos obstáculos anteriores. É subir, pular e escorregar até a vitória.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook